Artplan cria campanha do governo pela reforma da previdência

Buscar

Comunicação

Publicidade

Artplan cria campanha do governo pela reforma da previdência

Agência venceu Calia e NBS em concorrência interna entre as agências da Secom e desenvolverá ações para conquistar apoio popular para a proposta

Teresa Levin
22 de fevereiro de 2019 - 6h00

A Artplan está realizando a campanha do governo federal que terá a missão de conquistar apoio popular para a Reforma da Previdência, entregue nesta semana pelo presidente Jair Bolsonaro ao Congresso Nacional. A agência venceu concorrência disputada pelas três empresas que atendem a Secom – a conta publicitária é dividida com Calia e NBS.

As agências receberam o briefing de Daniel Braga, que atua como consultor do ministro da economia Paulo Guedes. Braga trabalhou na campanha de João Doria (PSDB) ao governo de São Paulo, cuidando da estratégia digital, e na campanha de Henrique Meirelles (MDB) à presidência, além de ter atuado no governo do presidente Michel Temer.

O governo federal já colocou no ar em seu site uma área exclusiva com informações sobre a reforma da previdência que pode ser conferida aqui. Vale lembrar que o slogan da campanha  que já está no ar e aborda o tema é “Nova Previdência. É para todos. É melhor para o Brasil”, o qual reforça a opção do governo federal em não usar o termo “reforma”, mas sim “nova previdência”.

A campanha vai ao ar enquanto a Proposta de Emenda à Constituição da Reforma da Previdência Social tramita no Congresso, um longo processo que não deve terminar até setembro, período em que será importante conquistar apoio popular. Primeiro o texto é analisado na Câmara dos Deputados, passando pela Comissão de Constituição e Justiça, que verifica se há algo que fere as leis máximas do País e, aprovado, segue para uma comissão especial para discutir o mérito e fazer eventuais mudanças. Então segue para votação em plenário, exigindo anuência de 3/5 dos deputados (308 votos). Posteriormente, vai para o Senado Federal, exigindo pelo menos 49 votos para passar.

 

*Crédito da foto no topo: Martin Péchy/Pexels

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Michel Temer

  • João Doria

  • Jair Bolsonaro

  • Daniel Braga

  • NBS

  • Artplan

  • Secom

  • Calia

  • Agencias

  • mercado

  • comuicação pública

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”