Bis presenteia quem reprovou na faculdade

Buscar

Comunicação

Publicidade

Bis presenteia quem reprovou na faculdade

Cada matéria repetida rende uma caixinha do chocolate em ação criada pela Wieden+Kennedy

Renato Rogenski
12 de fevereiro de 2020 - 15h22

Cid, do canal Não Salvo, vai participar da ação de Bis criada pela W+K (Crédito: divulgação)

Com gancho no começo do ano letivo, nesta quarta-feira, 12, a marca lançou a ação “Bombou Ganhou”. A ideia da empresa é percorrer as universidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba e Porto Alegre oferecendo Bis para alunos que “bombaram” no ano anterior. Assim, cada matéria repetida rende uma caixinha do produto.

Para ganhar, os alunos só precisam apresentar o boletim (online ou físico) comprovando que reprovou em alguma matéria. A ação, criada pela agência Wieden+Kennedy, também conta com conteúdos de alguns influenciadores. Em seus canais na web, nomes como Hello Bielo e Cid do Não Salvo vão compartilhar suas próprias experiências de reprovação na faculdade.

Segundo a gerente de marketing de Bis para Mondelēz Brasil, Yana Leocádio, a ideia da marca é se aproximar ainda mais do público jovem, utilizando como recurso uma linguagem leve e provocativa. Ao mesmo tempo, a ação pretende ajudar os estudantes que reprovaram a compartilhar o chocolate e iniciar uma amizade com a turma nova.

A ação está sendo compartilhada nas redes sociais da marca.

Crédito da imagem de topo: reklamlar/istock

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • cid nao salvo

  • hello bielo

  • yana leocadio

  • Wieden + Kennedy

  • Bis

  • modelez

  • Chocolate

  • universidades

  • ação de oportunidade

  • alunos

  • reprovação

  • acao demarketing

  • bombou ganhou

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”