A Black Friday das telecomunicações

Buscar

Marketing

Publicidade

A Black Friday das telecomunicações

Com grande potencial de venda de smartphones e planos de telefonia, data reúne ações e campanhas especiais

Victória Navarro
23 de novembro de 2018 - 13h58

Realizada oficialmente nesta sexta-feira, 23, a Black Friday promete bons resultados de venda para categorias como smartphones, eletrônicos e eletrodomésticos. Durante esse período de promoções significativas, o comércio eletrônico deve faturar R$ 2,43 bilhões, 15% a mais que o ano passado. A data promete contar 4 milhões de pedidos, um crescimento de 6,4% em comparação com 2016, e o tíquete médio deve ficar em torno de R$ 607,5, 8% maior que o dado do ano passado. As informações são da Ebit Nielsen, que apurou, por meio de questionário online, 3013 amostras, entre 25 de julho e 14 de agosto de 2018.

Segundo Fernando Lugó, head de marketing do Buscapé, site de busca de produtos e pesquisa de preços, dos 20 produtos mais buscados na plataforma nos últimos dias, 17 são smartphones. “Essa será a Black Friday dos smartphones”, afirma. A líder comercial de Ebit Nielsen, Ana Szasz, conta que por ser uma mercadoria de tíquete médio elevado, o consumidor espera até essa época do ano para trocar de aparelho. “Isso porque  essa época do ano tem o 13º salário e muitos antecipam compras de Natal, em razão das ótimas promoções”, acrescenta Fernando.

O estudo revela que 88,6% dos consumidores possuem intenção de comprar nesta Black Friday. Ao analisar o comportamento, a Ebit Nielsen descobriu que 46% vão fazer aquisições nesta sexta-feira e outros 22% preferem comprar entre 24 e 30 deste novembro. O mercado também contou com aqueles que preferiram garimpar promoções pré-Black Friday (13%), entre 16 e 22 deste mês.

Keine Monteiro, head de inteligência e operações da Ebit, afirma que o cenário é positivo e um reflexo de todo o trabalho e repercussão das últimas edições da data. Cada vez mais, as marcas estão apostando na Black Friday e quebrando a ideia de que o período não traz descontos reais. De acordo com a pesquisa da Ebit Nielsen, o número de consumidores desconfiados diminui de 38%, registrado em 2017, para 35%. À exemplo disso, o setor de telecomunicações aproveita o mês de novembro para atrair clientes e alavancar vendas.

Nesta sexta-feira, a TIM realiza ação “Meu dia no ponto de venda” em todo o Brasil. Cerca de 400 funcionários de trade, suporte a vendas e desenvolvimento de canais passam a compor o time de vendedores e promotores da marca, formado por 10 mil colaboradores. “O reforço de equipe possibilita que o cliente tenha mais apoio no atendimento, desde o esclarecimento de dúvidas até a efetivação de compra”, explica João Stricker, diretor comercial de TIM. O profissional conta que, para a ação, todos os funcionários foram treinados.

Além disso, a marca traz à tona ofertas. Até este dia 23, pequenos e médios empresários podem adquirir o iPhone 8, da Apple, atrelado ao plano TIM Black Empresa 20GB, por 24 vezes R$ 199,90, e ao plano de 50GB, por 24 vezes de R$ 249,90. O pacote conta com ligações ilimitada, para qualquer operadora e lugar do País; uso dos aplicativos WhatsApp, Messenger, Telegram, Waze, Easy Táxi, Facebook, Instagram e Twitter à vontade; e serviços como TIM Banca Virtual, que possui um portfólio de 80 revistas, TIM Protect Backup, que protege arquivos na nuvem, e TIM Finanças, responsável por reunir dicas para gerir negócios e organizar a vida financeira. “Nossa estratégia, para a Black Friday deste ano, foi totalmente baseada na melhor experiência e oportunidades para nossos clientes”, fala João.

Confira uma das campanhas de TIM para a data:

A Vivo, por sua vez, aposta em descontos para aparelhos lançados neste 2018 e acessórios para clientes novos e atuais da operadora. Nesta sexta-feira, 23, smartphones como LG G7 ThinQ, Samsung Galaxy S9 e Samsung Galaxy J4 entram em promoção. Os produtos podem ser adquiridos, por meio do plano Vivo Família 40 GB + 40 GB, que oferece SMS e ligações ilimitadas, para qualquer operadora do Brasil, 40GB de internet e outros 40 GB, para uso exclusivo de YouTube, Spotify, Netflix, Vivo Música, Vivo Play, NBA e TIBAL. Os clientes também podem dar os seus smartphones usados em troca da compra de um novo device. Essa iniciativa, o Vivo Renova, pode chegar até 2.000 de desconto. A comunicação da marca recebe o nome de Black Ofertas:

De acordo com Rodrigo Gruner, diretor de planejamento de negócios B2C e terminais da Vivo, “nos últimos anos, foi percebido o crescimento do volume de vendas no período de Black Friday e, em 2018, mais uma vez, vemos as taxas de crescimento sendo superadas em relação ao período anterior”. O desafio, em torno da data, é comunicar de modo atrativo aos consumidores que a empresa está com promoções durante todo novembro até, de fato, a chegada da data, quando a Vivo traz à tona benefícios ainda mais exclusivos. Desde o início deste mês, a marca está anunciando suas vantagens e ofertas de smartphones e acessórios, por meio de e-mail marketing, campanhas nos perfis oficiais da companhia nas redes sociais, lojas físicas e canais digitais com banners, publicações e busca.

Já a Oi, embalada pelo resultado do segmento móvel no terceiro trimestre deste ano, intensificou sua estratégia comercial no mercado de cliente pós-pagos, aproveitando o movimento de Black Friday. “No terceiro trimestre, a companhia teve um crescimento de 1,9% na receita móvel, em comparação com o segundo trimestre de 2018, puxado pelo aumento da base de clientes do setor pós-pago, por conta das novas ofertas e aumento de atividade comercial”, diz Flávia Da Justa, diretora de comunicação de marketing da marca. A profissional ainda aponta que a empresa registrou um aumento de 7,8% em sua base de pós-pago, no terceiro trimestre, em relação ao mesmo período do ano passado.

Na Black Friday, a Oi lança oferta para o plano pós-pago Oi Mais: os serviços de streaming de vídeo Netflix e YouTube, os aplicativos sociais Facebook e Instagram e as plataformas de mensagens Messenger e WhatsApp não vão ser mais descontados da franquia de internet dos consumidores. Além disso, os clientes que contratarem o Oi Fibra, com velocidade de internet a partir de 100 Mega, passam a receber assinatura de Netflix nos três primeiros meses.

Além das ofertas, a operadora montou, para a Black Friday, uma estrutura de comunicação em parceria com o Google, a War Room, para estimular as vendas e monitorar em tempo real os resultados da campanha, criada pela Artplan e VML, para divulgar a oferta inédita da Black Friday.  “Antigamente, a gente definia a estratégia, fazia a campanha, colocava no ar e esperava o resultado. Hoje, essa lógica mudou. Após a campanha entrar no ar, começa uma nova etapa do trabalho de inteligência com monitoramento em tempo real da sua repercussão e do impacto nas vendas para aproveitar as diversas oportunidades identificadas. Isso faz com que a empresa se aproxime do cliente e dê oportunidade para ele interagir diretamente, com o objetivo de melhor atendê-lo”, afirma Flávia.

Veja a campanha “Aproveite a #BlackFridaydaOi”, de Oi:

Segundo Fábio Maeda, diretor de produtos de Nextel, a Black Friday é uma oportunidade de expor a marca e sua competitividade. “A diretriz estratégica da companhia é a satisfação do cliente e isso se mantém em todos os momentos. Assim, nossa intenção não é apenas atrair o cliente no mês de novembro, mas trabalhar para que ele siga satisfeito e seja bem atendido ao longo de toda a sua jornada na Nextel”, clarifica. Enquanto no ano passado a marca fez uma oferta de 10GB por R$ 99,99, em 2018, a operadora passa a oferecer o dobro: 20GB por R$ 99,99.

O executivo alerta que, na Black Friday, é preciso atentar-se ainda mais a simplicidade e transparência. “Nesse período, as pessoas são ainda mais impactadas por anúncios das mais diferentes empresas e é importante que não se esqueça disso. Ofertas simples e claras auxiliam o entendimento do consumidor”, fala. A agência de publicidade da Nextel é a Tribal WorldWide, mas a estratégia e key visual da campanha de Black Friday foram desenvolvidos inhouse, pela própria marca, e a divulgação da campanha foi feita pela Mirum.

A Claro não fica de fora da Black Friday. Para a data, a marca oferece ofertas de planos e aparelhos com bônus de internet. “A Claro está provando que as pessoas podem ter um banda larga móvel de altíssima qualidade em todo o Brasil. Também estamos mostrando que é possível ter esse serviço por um preço justo e acessível, oferecendo pacotes de internet bastante robustos e que atendem a todos os perfis de consumo”, disse Marcio Carvalho, diretor de marketing da Claro, ao Tudo Celular.

Confira campanha da Claro para Black Friday:

*Crédito da foto no topo: RawPixel/Pexels

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Fernando Lugó

  • João Stricker

  • Ana Szasz

  • Fábio Maeda

  • Rodrigo Gruner

  • vivo

  • Claro

  • Nextel

  • TIM

  • Oi

  • Buscapé

  • Ebit Nielsen

  • Flávia Da Justa

  • claro

  • Black Friday

  • oi

  • Vivo

  • Tim

  • Buscapé

  • Nextel

  • Ebit Nielsen