Em sua 5ª edição, MecaInhotim amplia debate ecológico

Buscar

Marketing

Publicidade

Em sua 5ª edição, MecaInhotim amplia debate ecológico

Com painéis sobre sustentabilidade e fundo filantrópico para Brumadinho, festival volta a levar música e arte para a região

Thaís Monteiro
17 de maio de 2019 - 7h15

A partir desta sexta-feira, 17, até o domingo, 19, em Brumadinho (MG), o Meca, junto ao Instituto Inhotim, realiza a 5ª edição do MecaInhotim, festival de música, arte, moda, tecnologia e conhecimento, no museu a céu aberto. Esta edição do evento acontece após o rompimento da barragem da Vale na cidade mineira em janeiro deste ano. Por conta disso, a organização do festival se alinha com maior apego as causas socioambientais.

 

Edição de 2018 teve Elza Soares como headliner; este ano Gilberto Gil ocupa o posto (Crédito: Divulgação/MECAInhotim)

Este ano, o festival está alinhado a campanha global #TogetherBand, da ONU, que dá visibilidade aos 17 objetivos de desenvolvimento sustentável do planeta até 2030. A organização também reservou o palco principal para uma programação de palestras e painéis que debatam sustentabilidade e que tragam novas soluções para a defesa de ecossistemas e comunidades. Estão na programação instituições como Rede Brasil/ONU, WWF, SOS Mata Atlântica, Instituto Socioambiental (ISA), e personalidades da sociedade civil como o empresário Oskar Metsavaht, fundador e presidente do Instituto-e, a fundadora do Movimento Ecoera, Chiara Gadaleta, e a designer e empresária social Flávia Amadeu.

Além disso, em fevereiro o Meca lançou o fundo filantrópico PróBrumadinho, para arrecadar recursos que serão aplicados na região em médio e longo prazo. Apoiam o fundo empresas como Farm, Agência Lema, Ingresse e Fundação SOS Mata Atlântica. E, em junho, o MECA irá divulgar iniciativas para o próximo semestre.

“Tivemos muito cuidado para entender o impacto da tragédia e o papel do Meca na regeneração de Brumadinho. Só confirmamos o festival após termos conversado com vários representantes da comunidade local e entendido que o MecaInhotim poderia trazer impactos positivos para a comunidade tanto em aspectos econômicos como emocionais. Ainda será desenvolvida uma série de atividades em prol da comunidade de Brumadinho a partir do segundo semestre”, diz Rodrigo Santana, CEO e fundador do Meca. Segundo Rodrigo, quase 100% da rede hoteleira da região está ocupada por conta do festival, que deve receber nove mil pessoas durante os três dias, e deve movimentar ainda serviços de alimentação e transporte, além de empregos gerados na própria organização e realização do MecaInhotim.

As apresentações sobre sustentabilidade fazem parte de uma das novidades da quinta edição: uma programação diurna com talks com grandes nomes para discutir assuntos contemporâneos, como representatividade das mulheres, documentação de subculturas, como repensar a comunicação de festivais, estilo como território de expressão cultural e política, conexão de marcas com cidades e outros. O headline também recebe grandes nomes da música brasileira, como Gilberto Gil, Pitty, Céu, Duda Beat e outros.

Featuring com marcas
Este ano, foram comercializadas três cotas de patrocínio (Fiat, Heineken e TNT) e cinco apoios (Absolut, Beefeater, Jameson, Campari e Digio). Campari e Heineken fazem dois anos de presença no festival e TNT o terceiro.

A Campari distribuirá cem câmeras analógicas, em comemoração aos 100 anos do coquetel Negroni, para que o público registre as experiências, paisagens e obras do local, oferecendo ainda um workshop de fotografia com Fernando Schlaepfer, CEO do I Hate Flash, produtora de conteúdo multimídia, e uma aula para ensinar a fazer o coquetel. Além disso, a marca ainda assina o after party do festival, com atrações na pista das 23h às 5h.

A arte está no DNA da marca Campari. Desde seu início por volta de 1880, o fundador, Gaspari Campari, introduziu a tradição de Campari em trabalhar com diversos artistas e projetistas gráficos em seus anúncios. Em todas as décadas de existência da marca, diferentes artistas ajudaram Campari a criar seus materiais publicitários. Podemos citar por exemplo, Cesare Tallone, Adolfo Magrini e Fortunato Depero”, diz Daniela Paula, diretora de marketing da Campari do Brasil.

O palco Heineken Art Stage terá apresentação de artistas visuais como Ana Strumpf, Cranio, Felipe Morozini, Gabriel Ribeiro, Hannah Lucatelli e Kleber Matheus. Eles dividirão suas influências e inspirações musicais, projetados num telão. O palco foi criação da marca com a agência Hands e se propõe a ser uma instalação de arte viva que misture música e obras.

“Acreditamos que este é um festival que dialoga sobre diversos temas e que nos convida a uma experiência imersiva ao mundo da arte em um lugar único, como Inhotim. A importância de festivais inovadores, como o Meca, vem aumentando dentro do plano, e consequentemente o investimento nessas plataformas”, conta Vanessa Brandão, diretora das marcas premium do Grupo Heineken no Brasil.

Por sua vez, a TNT, terá um próprio bar, além de servir bebidas nos espaços regulares. No próprio espaço, a marca servirá três sabores novos (Açaí com Guaraná, Citrus e Pêssego) e o público conhecerá a nova identidade visual da marca, que traz mensagens de resistência a partir do conceito #PodeVir e sua plataforma de música. Inspirada em expressões urbanas, o design destaca a arte de rua brasileira.

Além do bar, a TNT assina o Lounge com espaços para descanso e interação e convidou a Pitty para se apresentar no palco principal do evento, pois é a marca que patrocina a turnê Matriz. “A presença da marca no MecaInhotim siginifca fortalecer nosso posicionamento na plataforma música e a presença em festivais do cenário alternativo. O festival tem sinergia perfeita com o posicionamento de resistência do TNT Energy Drink, o #PodeVir”, explica Eliana Cassandre, gerente de propaganda do TNT Energy Drink.

 

*Crédito da imagem no topo: Reprodução/MecaInhotim

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Heineken

  • Absolut

  • ONU

  • Fiat

  • Campari

  • Céu

  • TNT

  • WWF

  • MecaInhotim

  • Brumadinho

  • Jameson

  • Movimento ECOERA

  • Beefeater

  • Rodrigo Santana

  • Digio

  • Instituto Inhotim

  • #TogetherBand

  • Rede Brasil

  • SOS Mata Atlântica

  • Instituto Socioambiental (ISA)

  • Oskar Metsavaht

  • Instituto-e

  • Chiara Gadaleta

  • Flávia Amadeu

  • Gilberto Gil

  • Pitty

  • Duda Beat

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”