Posts sobre a FGV movimentam marcas nas redes sociais

Buscar

Marketing

Publicidade

Posts sobre a FGV movimentam marcas nas redes sociais

Ação de calouros da Fundação Getúlio Vargas viralizou nas redes sociais e gerou interação de marcas como Amazon, BTG, Lollapalooza, Scania e Rappi, entre outras

Giovana Oréfice
26 de março de 2021 - 15h15

Artistas e outras personalidades participaram da ação de calouros da FGV (Créditos: Reprodução)

Na última quinta-feira, 25, a internet parou para assistir vídeos de celebridades e figuras importantes – nacionais e internacionais – prestando apoio aos alunos recém-aprovados no vestibular da Fundação Getúlio Vargas (FGV). A brincadeira, que reuniu depoimentos de figuras como Sérgio Moro, Guilherme Boulos, Xuxa, Marcelo Adnet, Milton Neves, Michel Temer, Cafu e Rubens Barrichello, além do ator Ed O’Neill e do jogador Kevin de Bruyne, viralizou nas redes sociais, dando  oportunidade às marcas de se inserirem no contexto. O acontecimento repercutiu em diversos veículos de mídia, como G1, Estadão e Folha de S. Paulo.  

E toda a movimentação nas mídias decorreu de um mal entendido. A chegada dos calouros à Fundação é marcada por uma gincana que a universidade promove para integrar os novos estudantes de diferentes salas e cursos. Uma das missões era que cada sala conseguisse um vídeo de uma “celebridade” do grupo de conselheiros da FGV – formado por um grupo de alunos. Mal interpretada, a ação viralizou. 

Conhecida como “Gabi da AE4”, uma das alunas mais citadas pelos famosos nos inúmeros vídeos, rendeu interações interessantes para as marcas. Entre as que entraram na brincadeira, estão a Blowtex, Rappi Brasil, Seara, Amazon – que até programou a assistente virtual Alexa para demonstrar apoio aos estudantes -, Banco Inter, ClubSocial, Guaraná, entre outras. O BTG+ também participou da brincadeira e, em nota, afirmou que a ação impulsionou a abertura de novas contas no target universitário, além de aumentar em 145% o tráfego de engajamento nos canais do banco das 17h às 22h, horário no qual o assunto viralizou na internet.

Seja pela ação dos veículos de imprensa, seja pelas ações das marcas que surfaram a onda, a FGV acabou recebendo muita mídia espontânea. Mas a postura da instituição até o momento foi a de manter-se discreta e não comentar o assunto.

 

Postagem do BTG+ (Crédito: Reprodução)

 

Postagem da Guaraná chegou a mais de 5 mil likes (Crédito: Reprodução)

 

Confira mais algumas das postagens de marcas que surfaram no engajamento:

 

Conta do Lollapalozza no Twitter também participou da ação (Crédito: Reprodução)

 

Post da Scania (Crédito: Reprodução)

 

Tweet da Smiles (Créditos: Reprodução)

 

Publicidade

Compartilhe