OESP Mídia adota operação 100% digital

Buscar

Mídia

Publicidade

OESP Mídia adota operação 100% digital

Empresa passa a se chamar Planeta Serviços Digitais com a proposta de oferecer serviços variados de marketing

Bárbara Sacchitiello
3 de fevereiro de 2014 - 12h55

Uma espécie de Google da era off-line, as listas e guias telefônicas perderam uma parcela significativa de sua relevância quando os buscadores digitais passaram a colocar qualquer informação e pesquisa ao alcance de um clique. As empresas do setor vêm procurando na própria internet, por outro lado, manter a força de um segmento que, por décadas, foi um canal de comunicação fundamental para pequenas e médias empresas (PMEs).

A Oesp Mídia, empresa de guias e listas telefônicas do Grupo Estado em operação há mais de 30 anos em São Paulo, já vem preparando sua transição para o universo digital há dois anos. “Fomos, aos poucos, transpondo o conteúdo para a web e lançando outros serviços aos anunciantes. Ao notar que a transição para a esfera digital era irreversível, redefinimos nossa função e nosso posicionamento”, explica Daniel Simões, diretor da Planeta Serviços Digitais — o novo nome da empresa, cujo lançamento oficial acontece nesta segunda-feira, 3. 

“Decidimos que havia a necessidade de uma nova marca para essa fase. Conduzimos um grande projeto de reposicionamento estratégico e a empresa já vinha se transformando e no final de 2013 essa mudança se consolidou, com o encerramento de todos os produtos impressos”, diz Francisco Mesquista Neto, diretor presidente do Grupo Estado.

Apesar de manter seu guia virtual ativo, o iLocal, a Planeta centrará esforços em outros serviços: criação e hospedagens de sites, e-mail marketing, envio de publicidade via SMS, links patrocinados, etc. Para o diretor da Planeta, a nova direção foi um caminho natural. “Os próprios clientes foram tomando consciência da visibilidade maior dos meios digitais e direcionando seus investimentos a eles”, conta Simões.

Os resultados recentes do Projeto Inter-Meios apontam o encolhimento progressivo do setor de Guias e Listas. Entre janeiro e novembro de 2013, o meio faturou um total de R$ 179,8 milhões, quantia 28% inferior ao mesmo período de 2012. De todo o investimento feito em publicidade no Brasil, apenas 0,7% vai para Guias e Listas.

Leia a íntegra desta matéria na edição 1595, de 3 de Fevereiro, exclusivamente para assinantes de Meio & Mensagem, disponível nas versões impressa ou para tablets Apple e Android. 

wraps

Publicidade

Compartilhe