Canal Brasil renova seu espaço no YouTube

Buscar

Mídia

Publicidade

Canal Brasil renova seu espaço no YouTube

Com produções inéditas, como a volta de Paulo Tiefenthaler e a chegada da youtuber Lully, ideia é conquistar um público mais jovem

Teresa Levin
29 de agosto de 2017 - 8h11

Lully e Paulo Tiefenthaler são algumas das atrações do Canal Brasil no YouTube (Crédito: Divulgação)

Com foco no público jovem, o Canal Brasil apresenta esta semana seu novo  canal YouTube. Reformulado através de uma parceria com o estúdio Tuut, do Rio de Janeiro, e com direção artística de Fabio Mayumi, o lançamento visa ampliar e complementar a audiência do canal na televisão. Com parte do conteúdo exclusivo, o canal terá produções inéditas, como a volta de Paulo Tiefenthaler, que comandará o “Tiefentalks” , e a estreia da youtuber Lully, do canal Lully de Verdade, que fala sobre cinema e já conversa com um público mais jovem.

“O desafio de produzir conteúdo específico e exclusivo para o YouTube traz também a oportunidade de alcançarmos especialmente o público mais jovem”, observa André Saddy, diretor de conteúdo e comunicação do Canal Brasil. Ele acrescenta que o hábito de consumo de vídeos tem mudado rapidamente e, diante disso, é importante que o conteúdo do Canal Brasil esteja presente em todas as plataformas, adaptado ao formato que funciona para cada uma delas.

Produções bem sucedidas da grade do Canal Brasil também serão veiculadas no espaço da emissora no YouTube como “Espelho”, com Leandra Leal e Lázaro Ramos, “Bipolar Show”, com Michel Melamed, e “Larica Total”, apresentado por Tiefenthaler. Além desta iniciativa, o Canal Brasil ainda está vislumbrando a realização de outras ações com foco na ampliação de uma audiência mais jovem, como a coprodução de longas-metragens e a produção de séries de ficção, animação e programas com a marca do canal. “Originais, irreverentes, divertidos, relevantes e que valorizem o cinema e o melhor da nossa cultura. Estamos neste momento de transformação, sempre pensando no canal linear e nas plataformas não lineares, e em como estes conteúdos podem se encaixar”, conclui o diretor de conteúdo e comunicação do Canal Brasil.

 

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Lázaro Ramos

  • Marcelo Adnet

  • Lully

  • Paulo Tiefenthaler

  • André Saddy

  • Canal Brasil

  • YouTbe