Abril estuda vender Exame

Buscar
background editora abril

Mídia

Publicidade

Abril estuda vender Exame

Marca seria integrada a plataforma digital do BTG Pactual, mas processo depende de Recuperação Judicial, que prevê leilão para comercializar ativos


25 de março de 2019 - 12h35

Segundo reportagem publicada hoje pelo Valor Econômico, a revista Exame será controlada pelo BTG Pactual, banco que conseguiu adquirir a dívida do Grupo. O jornal afirma que a negociação faz parte do acordo com Fábio Carvalho que, por meio da Cavalry Investimentos, adquiriu os ativos da editora.

O Meio & Mensagem apurou que há de fato interesse de vender a marca, porém, essa transferência está indefinida e depende necessariamente da finalização da Recuperação Judicial no mês que vem. O processo, fechado com credores em fevereiro, determina que a venda de novos ativos ocorra em sistema de leilão, o que colocaria a BTG Pactual como mais um concorrente, e não o único comprador.

A expertise editorial da Exame é ponto de interesse na integração com o BTG Pactual Digital, plataforma dirigida a investimentos no varejo de alta renda. A ideia é replicar modelo semelhante ao utilizado pela XP Investimentos por meio do site de conteúdo financeiro Infomoney. O Valor afirma que o acordo prevê a manutenção estrutural da Exame por um ano, exceto pela indicação de um publisher para tocar a operação.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Exame

  • Abril

  • BTG Pactual

  • XP Investimentos

  • Fábio Carvalho

  • Infomoney

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”