Bolsonaro afasta diretor-presidente da Ancine

Buscar

Mídia

Publicidade

Bolsonaro afasta diretor-presidente da Ancine

Christian de Castro estaria envolvido em investigação do MPF; Alex Braga Muniz foi nomeado "substituto eventual"


30 de agosto de 2019 - 20h12

Christian de Castro (Crédito: Divulgação)

Nesta sexta-feira, 30, foi publicado decreto no Diário Oficial da União de afastamento de Christian de Castro, diretor-presidente da Agência Nacional de Cinema (Ancine). Assinado pelo presidente Jair Bolsonaro, a decisão obedece à 5ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro. Na mesma publicação, designa Alex Braga Muniz como “substituto eventual” do diretor-presidente “durante as ausências eventuais e impedimentos do titular”.

Segundo investigação do Ministério Público que determinou o afastamento, Christian de Castro e outros dois funcionários teriam repassado a terceiros dados sigilosos da agência com intuito de caluniar outros diretores da Ancine.

O afastamento do diretor é o episódio mais recente numa série de conflitos envolvendo o poder executivo e a agência. Em agosto, Bolsonaro alegou que já teria demitido vários funcionários caso não fossem concursados e que transferiria a sede da Ancine, que fica no Rio, para Brasília.

**Crédito da imagem no topo: Denise Jans/Unsplash

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”