Contentos lança rede de vídeo baseada em blockchain

Buscar

Mídia

Publicidade

Contentos lança rede de vídeo baseada em blockchain

Plataforma social garante autoria sobre conteúdo original e remunera publicações populares com o token .Cos

Thaís Monteiro
10 de setembro de 2019 - 16h15

Em 25 de setembro, a Contentos, empresa de conteúdo digital, lança globalmente a plataforma Cos.TV, uma rede social de vídeos que funciona com base em blockchain. A proposta da empresa é que a tecnologia ofereça mais transparência e rastreabilidade na relação entre influenciadores digitais, anunciantes e usuários e garanta os direitos autorais do produtor de conteúdo.

 

Empresa fez parceria com usuários do aplicativo PhotoGrid para divulgar a monetização por blockchain (Crédito: Peoplelmages-iStock)

“Blockchain é, por definição, uma transação de registro contábil aberto e distribuído. A Contentos é um blockchain de conteúdo que capacita os criadores em monetização, reconhecimento de direitos autorais e proteção de dados, além de permitir que as empresas tradicionais de distribuição de mídia expandam seus fluxos de receita”, explica Chloe Gu, head da Contentos para as Américas, que comandará a operação no Brasil. “Como os criadores de conteúdo estão em todo o mundo e o ecossistema e o serviço da Contentos são aplicáveis a todos os lugares. Alguns têm presença mais forte, enquanto outros são mais fracos devido à regulamentação local em si.”

A Contentos também trabalha com remuneração para influenciadores e usuários por meio do tokens Cos. No final de agosto, um token equivalia R$ 0,13. Uma das estratégias de divulgação da empresa foi oferecer, durante três semanas, tokens de demonstração para criadores de conteúdo de aplicativos já operantes no País, como o PhotoGrid, para que os usuários testassem a nova tecnologia, mostrando que é possível ter outra fonte de renda além da publicidade. Na ocasião, a contentos distribuiu R$ 90 mil em Cos aos influenciadores.

De acordo com a head, o próximo passo é colaborar com outros aplicativos de conteúdo mais tradicionais e fechar mais projetos que contam com criptomoeda para educar o público sobre o tema e ajudar projetos locais. A Cos.TV também terá publicidade e outra fonte de receitas é a compra de funcionalidades premium na plataforma, como adesivos personalizados, jogos e outros.

Fora do Brasil, a parceria de criptomoedas da Contentos se estende para as plataformas Tik Tok, LiveMe e Cheez, da Cheeta Mobile. “Geralmente, o Contentos é muito aberto a parcerias com plataformas de conteúdo tradicionais e à promoção da tecnologia blockchain para permitir inovação e melhores mudanças no setor. Coletivamente, por meio dessa rede, a Contentos pode alcançar 60 milhões de usuários ativos mensais entre usuários de conteúdo em todo o mundo”, estima Chloe. Para o futuro, a empresa quer ampliar seu escopo de formatos de conteúdo, incluindo fotos e músicas.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • chloe gu

  • tik tok

  • contentos

  • cheez

  • cos.tv

  • cheeta mobile

  • live me

  • Redes Sociais

  • Influenciadores

  • BLOCKCHAIN

  • criptomoedas

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”