MJ notifica YouTube por coleta de dados infantis

Buscar

Mídia

Publicidade

MJ notifica YouTube por coleta de dados infantis

Google pode levar multa de até R$ 9,9 milhões; Secretaria Nacional do Consumidor aguarda manifestação


3 de dezembro de 2019 - 10h06

Crédito: Tarik Kizilkaya/iStock

A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), órgão do Ministério da Justiça, apura indícios de que o YouTube estaria coletando dados de geolocalização de crianças e adolescentes sem o conhecimento dos pais. As informações seriam usadas para segmentação publicitária.

Segundo informações publicadas pela Folha de S.Paulo, a empresa foi intimada a se manifestar e pode ser multada no valor de R$ 9,9 milhões. O artigo cita, ainda, que o órgão teria usado no processo a decisão do FTC (Comissão Federal de Comércio dos EUA), que multou o Google em US$170 milhões.

Em nota, o Google afirmou que a plataforma é feita para uso adulto, e que crianças e adolescente de 13 a 18 anos que consomem conteúdo nela tem como pressuposto que “estejam autorizados e supervisionados por seus pais ou responsáveis legais”. Afirma ainda que a partir de janeiro tratará os dados de todos que consomem conteúdo infantil como crianças, independentemente da idade do usuário. “Limitaremos a coleta e utilização dos dados em conteúdo infantil apenas para permitir o funcionamento do produto, também não mais serviremos anúncios de forma segmentada”, diz a nota.

A reportagem também pediu mais informações à Senacon e aguarda retorno.

 

**Crédito da imagem no topo: Christian Wiediger/Unsplash

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • youtube

  • Google

  • Ministério da Justiça

  • Conteúdo

  • legislação

  • conteúdo infantil

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”