Empresa israelense aponta falhas de segurança no TikTok

Buscar

Mídia

Publicidade

Empresa israelense aponta falhas de segurança no TikTok

Plataforma apresentou riscos de roubo de conta, upload de vídeos não autorizados e vazamento de imagens privadas em testes de companhia de segurança

Salvador Strano
8 de janeiro de 2020 - 11h18

Rede social apresentou vulnerabilidades que levariam, entre outras coisas, ao upload de vídeos não autorizados (Credito: Anatoliy Sizov/istock)

*Atualizada às 12:42

O TikTok apresentou problemas de segurança que deixaram os usuários da plataforma expostos a hackers, afirma a consultoria de segurança Check Point Research. Entre as falhas estão problemas como: uso de conta de terceiros para manipulação de conteúdo; upload não autorizado de vídeos; tornar públicos vídeos originalmente privados; relevar informações pessoais do usuário que estão salvas em sua conta.

As falhas foram apresentadas após a equipe da Check Point realizar uma série de tentativas de ataque contra suas próprias contas dentro da plataforma.

A principal forma de ataque seria o envio de links com programas de roubo de informações. Além disso, na plataforma havia a possibilidade de o usuário enviar para si um convite para download do aplicativo. Nessa funcionalidade, a firma israelense encontrou a possibilidade de roubo de contas ao configurar a possibilidade de envio.

“Provamos que a função básica do TikTok não é segura”, afirma Oded Vanunu, head de pesquisa de vulnerabilidade de produtos no Check Point. “Qualquer um poderia ter tomado controle de sua conta através da infraestrutura do TikTok”.

Segundo matéria do New York Times, a equipe da consultoria contatou a plataforma no fim do ano passado e, em seguida, o TikTok afirmou que teria concertado seus problemas de segurança.

A equipe do TikTok afirmou que não há indícios de que os hackers tenham causado danos. “Esperamos que esta resolução bem-sucedida incentive a colaboração futura com pesquisadores de segurança”, afirmou Luke Deshotels, PhD, da equipe de segurança do TikTok.

Um relatório da Infobase Interativa publicado em novembro apontou que a rede social já é a quarta maior do mundo em número de usuários, com 1,5 bilhão de pessoas, tendo como público alvo a geração Z. Jovens de 16 a 24 anos representam 41% dos usuários da rede social, aponta a Infobase.

*Com informações do Ad Age.

*Crédito da imagem no topo: Wachiwit/iStock

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Oded Vanunu

  • infobase interativa

  • tiktok

  • Check Point

  • privacidade

  • Segurança

  • Hackers