Decreto oferece subsídios para filmagens em São Paulo

Buscar

Mídia

Publicidade

Decreto oferece subsídios para filmagens em São Paulo

Documento promove nova política de estímulo que restitui de 20% a 30% do valor total gasto nas produções

Renato Rogenski
28 de fevereiro de 2020 - 17h43

Comercial da Toyota filmado na Ponte Estaiada, local que virou cartão postal da cidade de São Paulo (Crédito: reprodução)

Nesta sexta-feira, 28, a Prefeitura de São Paulo publicou o decreto 59.233, que dá início a nova política de incentivo para filmagens na cidade. O documento foi encomendado pelo prefeito Bruno Covas ao secretário de Cultura Alê Youssef e a presidente da Spcine, Laís Bodanzky, e utiliza o sistema de cash rebate (reembolso).

Com isso, a nova política de estímulo passa a oferecer de 20% a 30% de subsídios para produções nacionais e internacionais que utilizarem a cidade como cenário, seja para a área de cinema, TV ou publicidade. O objetivo visa a projeção da capital paulista por meio da indústria audiovisual. De acordo com a SPCine, São Paulo representa 25% de toda produção audiovisual do país, é responsável por mais de mil filmagens anualmente e abriga 1.537 produtoras.

“Vemos com muito bons olhos esse movimento, assim como a escolha do modelo de cash rebate, que pode ser decisivo para atrair investimentos. Considerando essa variação cambial, o momento se torna super interessante para produções internacionais na cidade”, afirma Marianna Souza, presidente da Apro (Associação Brasileira da Produção de Obras Audiovisuais).

Modelo cash rebate
O cash rebate restitui uma porcentagem de 20% a 30% do valor total gasto por produções internacionais que escolham a cidade de São Paulo como locação. O programa é destinado a produções estrangeiras de longas-metragens (live actions ou animações), séries e obras publicitárias internacionais, filmadas total ou parcialmente na cidade. Os projetos contemplados precisam ter um gasto local mínimo de R$ 2 milhões para filmes, séries e obras publicitárias internacionais através de uma produtora local.

O Programa de Incentivo às filmagens da Cidade de São Paulo prevê quatro linhas, sendo três delas por meio de cash rebate: produções internacionais filmadas em São Paulo; produções brasileiras filmadas em São Paulo com grande potencial internacional; e campanhas publicitárias estrangeiras filmadas em São Paulo.

O quarto incentivo vai financiar parcialmente produções internacionais, com roteiros que incluam São Paulo na narrativa e/ou personagem paulistano, sem necessariamente ser filmada ou produzida na cidade.

O programa de cash rebate vai financiar até R$ 10 milhões por produção.

Produções internacionais filmadas em São Paulo
– Máximo de 30% de reembolso do valor gasto pela obra na cidade;
– Gasto mínimo de R$2 milhões em São Paulo.

Produções brasileiras filmadas em São Paulo com grande potencial internacional
– Máximo de 30% de reembolso do valor gasto pela obra na cidade;
– Gasto mínimo de R$ 2 milhões em São Paulo.

Campanhas publicitárias estrangeiras filmadas em São Paulo
– Máximo de 30% de reembolso do valor gasto pela obra na cidade;
– Gasto mínimo de R$ 2 milhões em São Paulo.

Produções internacionais com roteiros que incluam São Paulo na narrativa e/ou personagem paulistano
– Incentivo de até R$1 milhão por ano para até 5 obras.
– Não é necessário filmar em São Paulo.

Crédito da imagem de topo: reklamlar/istock

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • ale youssef

  • Marianna Souza

  • Laís Bodanzky

  • bruno covas

  • Apro

  • Spcine

  • Prefeitura

  • Audiovisual

  • Produção

  • mercado

  • filmes

  • são paulo

  • Produtoras

  • Edital

  • Politicas

  • filmagens

  • decreto

  • fomento