Eletromidia faz IPO e quer representar publicidade na Bolsa

Buscar

Mídia

Publicidade

Eletromidia faz IPO e quer representar publicidade na Bolsa

Oferta inicial de ações da empresa de out-of-home conseguiu levantar R$ 871,6 milhões

Bárbara Sacchitiello
17 de fevereiro de 2021 - 18h57

Diretores e sócios da companhia comemoram o IPO em cerimônia na B3 (Crédito: Cauê Diniz)

No início da noite desta quarta-feira, 17, a Eletromidia comemorou sua estreia na bolsa de valores em cerimônia realizada na sede da B3, a bolsa brasileira, em São Paulo. A empresa, que foi representada por seus principais dirigentes, se tornou a primeira do setor de publicidade a abrir capital no Brasil.

“Estamos muito felizes de estar aqui hoje e começo com uma mensagem que acho que temos responsabilidade em transmitir: somos a primeira companhia pertencente ao setor de publicidade brasileiro a fazer IPO. Isso traz muita responsabilidade e também muitas oportunidades para essa indústria tão forte e geradora de tendências que ainda não estava presente aqui. Estamos felizes em representar nosso mercado”, declarou Eduardo Alvarenga, CEO da Eletromídia, durante a cerimônia.

A B3 iniciou nesta quarta-feira negociação das ações da Eletromidia. A estreia da empresa de OOH ocorre após uma oferta inicial de ações (IPO) que conseguiu levantar R$ 871,6 milhões, ao preço de R$ 17,81 por cada papel (ação). Dos R$ 871,6 milhões levantados no IPO, R$ 700 milhões são de novas ações enquanto o restante eram ações existentes, de propriedade dos sócios da empresa, e que foram disponibilizadas para venda. O fundo Vesuvius LBO é detentor da maior parte da companhia e, antes da oferta, concentrava 80,48% das ações. Após a oferta, a participação do fundo ficará em 57,14%.

Na cerimônia na B3, Alvarenga destacou o espírito empreendedor da companhia, fundada em 1993 pelos sócios Paulo Badra e Ricardo Otero. “A trajetória da Eletromidia é um tributo ao empreendedorismo. Deixo meu agradecimento aos fundadores e a todos os sócios das empresas que passaram a fazer parte desse conglomerado. As melhores histórias ainda estão por vir”, garantiu. Alvarenga ingressou na Eletromidia em fevereiro do ano passado, após a fusão da companhia com a Elemidia, empresa especializada em monitores e publicidade em elevadores, da qual era CEO.

“Nossa história começou a ser escrita por dois empreendedores que decidiram instalar paineis nas ruas quando nada era digital. A Eletromidia já nasceu no pixel. Aqueles paineis levavam conteúdo e serviços para as pessoas nas ruas, onde tudo era off-line. Alí, a nossa ad tech já engatinhava. E o dia de hoje é uma demonstração inequívoca da superação de tantos momentos difíceis que a companhia já enfrentou. Em meio à pandemia, que retirou as pessoas das ruas, estamos abrindo capital na Bolsa”, comemorou Alexandre Guerrero, CSO da Eletromidia.

Atualmente, a Eletromidia conta com cerca de 60 mil faces publicitárias que impactam uma audiência média diária de 22 milhões de pessoas. A empresa divide a sua atuação em cinco diferentes áreas: elevadores, shoppings, transportes, aeroportos e ruas. Segundo a companhia, os recursos serão investidos na aquisição de novos negócios, concessões e no desenvolvimento de tecnologia para expandir a atuação da empresa. Assista abaixo à cerimônia que marcou o IPO da e empresa de OOH.

 

Publicidade

Compartilhe