Investimento em influência deve crescer 71% em 2021

Buscar

Mídia

Publicidade

Investimento em influência deve crescer 71% em 2021

Estudo do YouPix constata que o marketing de influência já é peça central da estratégia de empresas de diferentes segmentos


31 de março de 2021 - 8h01

Na terceira edição de sua pesquisa ROI e Influência 2021, o YouPix constatou que o marketing de influência continua ganhando espaço na estratégia de empresas e a pandemia corroborou para esse resultado. Essa versão do relatório contou com entrevistas por 94 empresas de diferentes segmentos. Os dados qualitativos foram analisados com a AlgoritmCOM, parceira no estudo.

 

(Crédito: Artem Podrez/Pexels)

Em três anos da pesquisa, esta foi a primeira vez em que todos os entrevistados assinalaram que o marketing de influência é importante e faz parte de sua estratégia. Para 71%, a modalidade é parte central de seu planejamento. Um fator que intensificou essa busca por influenciadores foi a pandemia. Cerca de 83% dos entrevistados afirma que, com a Covid-19, o trabalho com influenciadores se tornou mais estratégico para os seus negócios.

Toda essa intenção se refletiu em investimento. De acordo com Bia Granja, sócia e consultora de influência do YouPix, a quantidade de empresas investindo mais de R$5 milhões por ano dobrou. A faixa de investimento entre R$ 300 mil e R$ 1,5 milhão já cresceu em 68% de 2019 para 2021. Este ano, espera-se que o investimento cresça em 71% em relação a 2020.

O maior investimento ocorreu sob essa composição: 80% de contratação direta de influenciadores, 79% de conteúdo, produção e edição, e 65% de tecnologia e ferramentas. As marcas estão alocando seus recursos em conteúdo, ferramentas e pagamento direto do consumidor, já as experiências, como viagens e festas, e press kits diminuíram de importância.

Apesar dessa evolução, 82% dos entrevistados consideram a soma do engajamento e alcance o principal indicador de sucesso de uma campanha, o que, para Granja, demostra pouco o impacto da ação. Para as empresas, o mercado ainda precisa aprender formas de medir o ROI das ações com influenciadores, pois a área tem diversas complexidades para estruturar tal valor.

**Crédito da imagem no topo: Novendi Dian Prasetya/iStock

Publicidade

Compartilhe