G1 em 1 Minuto quer seguir inovando o acesso à informação

Buscar
Publicidade

Mídia

G1 em 1 Minuto quer seguir inovando o acesso à informação

Boletim informativo da Globo celebra sete anos e quer seguir usando a TV e digital para engajar espectadores

Valeria Contado
20 de abril de 2022 - 6h00

Paula Paiva, Luiza Tenente, Gabi Gonçalves, Clara Velasco e Gessyca
Rocha apresentam os boletins na Globo (Crédito: Divulgação)

O G1 em 1 Minuto, boletim informativo rápido da Globo, completa sete anos no dia 20 de abril. Comandado pelas jornalistas Paula Paiva, Luiza Tenente, Gabi Gonçalves, Clara Velasco e Gessyca Rocha, o quadro se consolidou trazendo os destaques das notícias que acontecem no Brasil e no Mundo.

O formato foi pensado com o intuito de trazer o contexto e atualizar o espectador a par do que aconteceu nas manhãs, tardes e noites. O conteúdo rápido se também conecta com os consumidores que não tem tempo ou hábito de acompanhar grandes noticiários. “O G1 foi criado há sete anos e trouxe um jeito diferente de dar a notícia. Buscamos uma linguagem informal, concisa, rápida e ao mesmo tempo informativa”, diz a head de digital News do G1, Marcia Menezes.

Atualmente, o quadro faz entradas durante a programação da emissora, de segunda à sexta-feira, dentro do programa Encontro e nos intervalos da Sessão da Tarde e do Vale a Pena Ver de Novo, e com o Fato ou Fake no É de Casa, aos sábados. Para a emissora, o formato, que surgiu em 2015 como uma forma de inovar o noticiário, é a internet na televisão aberta.

Por isso, para a equipe do G1 é extremamente importante ter atenção ao conteúdo e as inovações que o formato rápido pode trazer. Marcia Menezes explica que, mesmo que conectado com o ambiente digital, e por estar linkado ao portal G1, o conteúdo “é sólido, independentemente da plataforma onde está sendo consumido, não nos preocupamos em sempre fazer conexão direta entre o que vai ao ar na TV e o que está no site”.

Ela afirma, ainda, que, mesmo com essa conexão, a emissora traz a oportunidade de conversar com diversos tipos de espectadores. “Oferecemos extensão de conteúdo, usando QR code, exibindo links ou simplesmente convidando o público a nos visitar na web ou baixar nosso app”, diz.

Esse processo faz parte da característica de inovação que os boletins conferiram à programação da Globo em questão de noticiário. Para o diretor de conteúdo do G1, Renato Franzini, o G1 em 1 Minuto surge com a missão de trazer esse diferencial inovador que é inerente ao digital para a TV. “As melhorias, inovações, mudanças, muitas vezes vão acontecendo de maneira fluida e através de muita experimentação, tentativa e erro. Mas a vontade de melhorar, mudar, ousar, não ficar parado, é o que faz com que o G1 siga inovando”, explica.

Publicidade

Compartilhe

Veja também