Castrol desafia pilotos a encararem seus clones

Buscar

Últimas notícias

Publicidade

Castrol desafia pilotos a encararem seus clones

Na simulação, os profissionais competem com seus clones digitais em uma corrida


16 de junho de 2016 - 11h00

O mais novo episódio da série Titanium Trials, da Castrol, reúne dois dos melhores pilotos de alta performance do mundo, Christoffer Nygaard, piloto de testes da Koenigsegg, e Darren Turner, estrela da corrida britânica e duas vezes vencedor de Le Mans, um novo desafio: competir com seus clones digitais.

Cada piloto gravou dez sessões em Londres em um simulador virtual, atingindo o máximo desempenho na pista de 5.425 km de Ascari, na Espanha. Combinando acústica e um sistema tátil, o simulador forneceu a sensação de imersão total dos impactos do motor, da estrada e do corpo.

Os carros foram analisados de forma abrangente, levando em conta o tamanho dos pneus, peso, aerodinâmica do carro, condições meteorológicas e até mesmo a velocidade variável, garantindo que a experiência de simulação fosse o mais próximo da realidade. Os dados de performance dos dois pilotos foram unificados e deram origem a uma volta ideal, chamada ‘Ultimate Lap’.

Já na pista física de Ascari foi a vez de cada piloto tirar o máximo de seus carros reais. Enquanto Christoffer Nygaard conduziu o Koenigsegg One, Darren Turner pilotou o Aston Martin Vulcan, em um teste de habilidade e concentração para superarem seus rivais idênticos.

O episódio foi dirigido e editado pelo aclamado diretor ‘Jako’, que trabalhou na gravação de cenas de ação de filmes como Velozes & Furiosos, Gladiador e 007 Contra Spectre.

O Titanium Trials é uma série de desafios de direção de alta potência para demonstrar o Castrol EDGE reforçado com Titanium FST, o óleo mais forte e avançado da Castrol. Em 2014 foi realizado o primeiro desafio, o Titanium Strong Blackout, com a participação dos pilotos Ken Block, Augusto Farfus, Mike Rockenfeller e Adrian Zaugg.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • castrol

  • Carros

  • corrida

Comente