Casimiro na Copa: além de Vivo, McDonald’s faz parceria com streamer

Buscar

Casimiro na Copa: além de Vivo, McDonald’s faz parceria com streamer

Buscar
Publicidade

Marketing

Casimiro na Copa: além de Vivo, McDonald’s faz parceria com streamer

Rede de fast-food e influenciador produzirão conteúdo, reacts e desafios sobre o evento


19 de setembro de 2022 - 18h14

Ainda faltam dois meses para a Copa, mas já é possível dizer que Casimiro Miguel será um dos nomes de destaque do evento – pelo menos em termos de parcerias com marcas.

Casimiro faz parceria com McDonald's para produzir conteúdo sobre a Copa do Mundo

Cazé fará conteúdos focados na Copa para a rede de fast food

Na semana passada, a Vivo anunciou que Cazé havia sido convocado para reforçar a campanha “O sonho do Hexa está mais Vivo do que nunca” e, agora, outra marca comunica que terá o streamer como parceiro de conteúdo.

O McDonald’s, patrocinador da Copa do Mundo, firmou parceria para criar uma série de conteúdos sobre o Mundial. A produção será feita pelo próprio Casimiro em parceria com a agência de publicidade Galeria.ag. Todo o conteúdo será veiculado nos canais do influenciador nas redes sociais.

Cazé irá divulgar benefícios e ações do McDonald’s para seus seguidores. Assim como foi dito pela Vivo, a diretoria da rede de fast food também decidiu apostar no influenciador para ter um canal direto com seu público-alvo, de forma bem-humorada e espontânea.

Os primeiros conteúdos de Cazé para a marca devem ser postados já nesta semana. Entre eles, estarão desafios, reacts e dinâmicas com convidados.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Copa América e o desafio da (boa) experiência em meio ao caos

    Copa América e o desafio da (boa) experiência em meio ao caos

    Para patrocinadores como a Mastercard final do evento foi uma prova de fogo de seus conceitos de marketing e experiência

  • ABA e Cenp apoiam Li.belo, por diversidade e inclusão

    ABA e Cenp apoiam Li.belo, por diversidade e inclusão

    Entidades criaram um guia sobre linguagem LGBTQIAP+ e termos antirracistas, assim como um curso de capacitação para pessoas 50+