Para líderes, investimento em ESG está conectado à reputação

Buscar

Para líderes, investimento em ESG está conectado à reputação

Buscar
Publicidade

Marketing

Para líderes, investimento em ESG está conectado à reputação

Pesquisa indica motivações de CEOs e C-level para adoção de práticas de ESG; alta gestão aponta, ainda, imagem da marca e melhora na gestão da empresa


29 de maio de 2024 - 16h15

O que leva CEOs a direcionar investimentos para práticas ESG? A pesquisa “Data-Leaders – Líderes de negócios e ESG” buscou identificar as motivações para direcionar esforços para a agenda. Segundo o relatório, a reputação corporativa aparece no topo das respostas.

líderes esg

(Créditos: Adobestock)

O levantamento da Data-Makers em parceria com a CDN ouviu 100 líderes de negócios, entre CEOs e C-Levels de diversos segmentos. A reputação corporativa apareceu como resposta para 71%, que acreditam que o investimento na área influencia em uma melhor percepção sobre a empresa.

Na sequência das motivações, aparecem a imagem de marca (63%), melhora na gestão da empresa (59%), a redução de riscos (50%).

Os resultados justificam um aumento no orçamento direcionado à agenda. Entre as companhias líderes, 42% dos gestores esperam que os investimentos em ESG cresçam nos próximos 12 meses. No ano passado, a expectativa de apenas 30%. Mais da metade (52%) deverá manter os investimentos e só 6% pretendem diminuí-los.

Contudo, os executivos identificam desafios para a adoção de práticas socioambientais e de governança. Entre as alegações estão pressão por resultados de curto prazo (43%), falta de profissionais preparados (43%), falta de prioridade ao tema (43%), falta de comprometimento da liderança (38%) e ausência de métricas e KPIs (38%).

Em relação a lideranças, vale ressaltar que os CEOs e os Conselhos de Administração são os principais tomadores de decisão sobre ESG, com 47% e 24% das respostas, respectivamente. Comitês interdisciplinares aparecem com 15%, enquanto áreas dedicadas à agenda ficam com 6% das respostas e recursos humanos com 5%.

O estudo mostra que 20% das lideranças afirmaram que conhecem profundamente o tema. Ademais, 90% reconhecem a importância do tema.

Referências e líderes ESG

O relatório abordou as lideranças sobre as empresas que consideram referência na área. Natura aparece com 41% das menções, enquanto O Boticário fica com 24% do reconhecimento. Itaú e Ambev aparecem empatadas com 11%.

Denise Hills, diretora global de sustentabilidade da Natura, foi a executiva mais reconhecida, com 4% das respostas.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Intimus quer reunir consumidores em comunidade gameficada

    Intimus quer reunir consumidores em comunidade gameficada

    Com objetivo de conectar consumidoras, comunidade digital promove trocas de experiência e debates sobre saúde íntima

  • Grupo Multi escala Cauã Reymond para endossar categoria tech

    Grupo Multi escala Cauã Reymond para endossar categoria tech

    Após processo de rebranding, marca investe R$ 5,5 milhões em campanha para ampliar o reconhecimento na categoria de tecnologia