Não te convidaram pra reunião?

Buscar
Publicidade

Ponto de vista

Não te convidaram pra reunião?


19 de abril de 2011 - 12h07

Tenho visto em diversas empresas uma decadência (pra não dizer desrespeito) do papel da área de Marketing nos processos de decisão. E sabe quem são os culpados ? Nós mesmos.

Perdidos numa conversa que muitas vezes só interessa aos marketeiros, acabamos falando sozinho. A segmentação e especialização do trabalho acabou deixando com o Marketing uma parte do business que é altamente supérflua: o futuro. Sob uma pressão por resultados e concorrência nunca antes vista, os líderes das empresas estão muito ocupados, tentando sobreviver e resolver o curto prazo, pra se preocupar e investir no futuro.

Nesse contexto tudo vira tático. Pra que preocupar-se com a construção de equity para as marcas (que a propósito é algo que requer uma certa sofisticação em modelagem pra ser avaliado seriamente), se podemos investir em ações no ponto de venda e ver o resultado imediatamente?

A solução não está em brigar com essa realidade, mas adaptar-se a ela e tratar de influenciá-la pra ter um melhor equilíbrio entre o curto e o longo prazo.
Eu acredito no poder das marcas. Ganho a vida com isso.

Acredito que elas constroem relações duradouras com as pessoas e geram resultados melhores para as empresas.

Marcas fortes deixam os consumidores menos sensíveis a preços. E a empresa se torna menos vulnerável à concorrência.

Sem as marcas, as empresas não passam de um amontoado de produtos que podem ser substituídos a qualquer momento ou promoção da concorrência.

Mas, por favor, seja sensato… não se perca nas discussões de brand building, equity e estratégias sofisticadas. No fim do dia, as marcas são um meio, não um fim.

Defenda a construção do futuro das marcas mas seja flexível às necessidades do dia a dia.

Assim, quem sabe, você volta a fazer parte das discussões.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Dove ingressa na categoria de skin care corporal no Brasil

    Dove ingressa na categoria de skin care corporal no Brasil

    Marca coloca no mercado primeira linha de séruns com a proposta de oferecer benefícios que vão além da hidratação

  • Vivo reforça compromisso e antecipa metas de ESG

    Vivo reforça compromisso e antecipa metas de ESG

    Empresa adiantou compromissos climáticos e diversidade em cinco anos, até 2035; companhia foi considerada a mais sustentável do Brasil pela B3