Estamos preparados?

Buscar
Publicidade

Ponto de vista

Estamos preparados?


20 de abril de 2011 - 7h10

Acho que todos nós já ouvimos bastante sobre consumidor multicanal, nova tecnologias, redes sociais e online x offline. O que estamos vivendo, de pouquíssimos anos pra cá, Ä— realmente uma revolução, talvez tão grande quanto à revolução industrial. O que precisamos é entender como as empresas vão se preparar para lidar com essas novas relações.

Hoje as pessoas se comunicam cada vez mais através da rede e esse comportamento tem afetado demais as relações das marcas e seus consumidores. A era da transparência impõe um novo canal de relacionamento e atendimento ao consumidor que põe em xeque qualquer comunicação de marca que não seja verdadeira, que não entregue o que promete. É preciso ser de verdade.

A opinião dos amigos e dos seus familiares em relação a um produto ou serviço sempre foi muito mais relevante do que a própria marca diz sobre ela mesma. Os novos canais de comunicação, principalmente redes sociais, vêm para potencializar essas relações e tornar publica essas opiniões que chegam agora a muito mais pessoas. A opinião do amigo do primo daquele seu amigo passa a valer para sua decisão de compra, afinal ele está na sua rede de amigos no Facebook.

Outro dia vi uma pesquisa da eCMetrics (“Perfil do brasileiro nas Mídias Sociais”) com dados interessantes sobre os internautas:
81% usa a Internet para pesquisar preços;
74% pesquisa por imagens, modelos e opções de itens ou produtos;
68% pesquisa características como desempenho e tamanho de produtos;
67% pesquisa onde é possível comprar o que desejam;
64% pesquisa lançamentos.

Ou seja, as pessoas estão na internet atrás de informações sobre produtos, marcas, e estão compartilhando suas opiniões e influenciando decisivamente outros consumidores a comprar ou não determinadas marcas.

As empresas que acham que essas novas mídias não são relevantes são porque ainda não compreenderam que o centro do negocio é o consumidor, e ele está mudando. Se ele está conectado, a sua marca tem que estar conectada. O mundo evoluiu, será que estamos acompanhando essa mudança em nossas empresas?

Ficamos tão presos a estruturas e processos conhecidos que é muito difícil compreender e absorver uma transformação desse porte. Transformação de cultura, de modelo organizacional, de comunicação, de atendimento, de comercialização. Os impactos são enormes e é sobre isso que vou pautar meus próximos posts, trazendo pesquisas, cases e visões dessas mudanças.

Para contextualizar um vídeo bacana. É um formato um pouco batido na internet, mas ainda bastante relevante. Veja:

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Vinicius Jr. se torna embaixador global da Clear

    Vinicius Jr. se torna embaixador global da Clear

    Ao lado de Haaland, jogador da seleção passa a integrar time de embaixadores e estratégia voltada ao Brasil

  • PL 1904/24: as marcas devem se posicionar sobre o assunto?

    PL 1904/24: as marcas devem se posicionar sobre o assunto?

    Proposta que visa equiparar a pena de aborto à de homicídio gera mobilização e discussões a respeito do envolvimento do setor privado na questão