Consumo de vídeo cresce entre os brasileiros conectados

Buscar

Consumo de vídeo cresce entre os brasileiros conectados

Buscar
Publicidade

Mídia

Consumo de vídeo cresce entre os brasileiros conectados

Pesquisa da Comscore indica um aumento de 21% nas visualizações do formato na Internet; TikTok reuniu 16 bilhões de views


12 de dezembro de 2023 - 15h23

Com a crescente de vídeos, o formato se popularizou entre os brasileiros e se consolidou como o preferido. De acordo com a Comscore, houve um aumento de 21% no número de visualizações de vídeos na Internet entre julho de 2022 e o mesmo período neste ano.

vídeo

(Crédito: Nampix/AdobeStock)

O TikTok ganhou destaque, uma vez que alcançou a marca de 16 bilhões de visualizações de vídeo. A rede da ByteDance está entre as que mais cresceram desde 2020, ao lado do Instagram e Kwai. Em média, os brasileiros dedicam 132.574 minutos mensais às plataformas digitais, conforme mostram dados da Comscore de julho de 2023. Isso faz com que o Brasil apareça como o segundo país que mais consome redes sociais.

No primeiro semestre deste ano, a Comscore contabilizou 15,3 bilhões de ações no Facebook, Instagram e Twitter de marcas e publishers. Também neste período, a empresa registrou 15 bilhões de visualizações e 644 milhões de ações em vídeos nas plataformas. O número representa uma queda de 46% e 59%, respectivamente, em relação a 2022.

Ao contrário do TikTok, algumas redes registraram queda. O Youtube contou com 23 bilhões de views, uma queda de 3%. Ao mesmo tempo, a quantidade de vídeos produzidos (805 mil) diminuiu em 5%. Apesar disso, a plataforma de vídeos do Google desponta entre os serviços com publicidade e conteúdo gratuito. Aparecem também Pluto TV, Facebook Watch, Spotify e Claro Vídeo.

A Comscore chama a atenção para o fato de que a tendência é vista também na TV conectada. Na América Latina, 41% da população digital consome o formato. Já no que diz respeito ao streaming, Netflix, HBO Max, Disney +, Prime Video e Star + aparecem como as favoritas. Cada lar assina, em média, 4,6 serviços do tipo.

Além do vídeo

Segundo a pesquisa, o Brasil conta com 132,5 milhões de indivíduos conectados à Internet. Entre a população digitalizada, 57,7% são da classe C e mais da metade (51,1%) são mulheres.

Do contingente conectado, 89,9 milhões acessam a Internet exclusivamente via celulares ou tablets. O consumo em mobile representou 93% da utilização de apps em julho. WhatsApp, Instagram e YouTube aparecem como os aplicativos mais consumidos.

Em maio de 2023, o Brasil chegou a 863 bilhões de minutos consumidos na Internet. A categoria Social lidera com mais de 348 bilhões de minutos mensais em celulares e tablets. Além disso, o tempo gasto em sites de apostas também cresceu 25%, enquanto para governo e tecnologia o aumento foi de 25% e 13%, respectivamente.

Publicidade

Compartilhe

Veja também