Disney aproveita CCXP para iniciar comunicação dos 100 anos

Buscar

Disney aproveita CCXP para iniciar comunicação dos 100 anos

Buscar
Publicidade

Mídia

Disney aproveita CCXP para iniciar comunicação dos 100 anos

Empresa irá mudar logo, assinatura e terá produtos exclusivos para a data; presença na CCXP ainda inclui teaser da primeira Marvel Store na América Latina


2 de dezembro de 2022 - 6h00

Ocupando um espaço de 1.080m² no São Paulo Expo, a Walt Disney Company faz sua maior ocupação na CCXP reunindo experiências das marcas Disney+, Star+, Rádio Disney, ESPN e Marvel Store. Mas, logo acima do pacote de ativações há banners avisando Disney100. Isso ocorre porque, em 16 de outubro de 2023, o comglomerado celebra 100 anos de sua fundação.

(Crédito: Divulgação/Walt Disney Company)

O lançamento oficial das celebrações do centenário foi feito durante a D23 Expo, em setembro deste ano. A empresa anunciou o filme Wish, um musical sobre uma estrela que concede desejos de personagens do estúdio, para comemorar o marco.

Campanha de 100 anos da Disney

Para dar início à celebração em âmbito nacional, a Disney escolheu o a CCXP, da Omelete&Co. De acordo com o VP reagional da área de CPGP (Produtos de Consumo, Publicações e Jogos), Yonatan Politi, era necessário escolher um evento relevante para o País. A presença na CCXP também inclui painéis dedicados aos filmes Elementos, Avatar 2, ao estúdio Lucasfilm e Marvel Studios.

Todas as marcas da empresa vão participar da campanha de 100 anos, que irá começar oficialmente em 1º de janeiro e acabar em 31 de dezembro. “Temos um calendário com diferentes momentos e cada marca da Disney participa de um momento específico da comunicação dos 100 anos”, explica o executivo. Os logos e assinatura da companhia irão mudar.

A área de produtos trabalha há dois anos na criação de coleções exclusivas para a celebração. Politi descreve que elas terão cores específicas e desenhos desenvolvidos por designers de produtos ao redor do mundo, incluindo artistas brasileiros.

100 anos de Disney: marco e desafio

Para o executivo, o que diferencia a Disney de outras empresas com o tempo de existência tão grande quanto é a conexão emocional do público com a mesma. “Você não comemora os 100 anos de qualquer marca. Com a Disney, as pessoas sentem vontade. Eles se sentem parte de cada coisa que acontece na Disney”, argumenta. Quanto ao desafio de ser uma marca centenária, o VP indica a responsabilidade de se adaptar aos novos momentos e tendências do mercado, como a aposta no streaming.

Marvel Store

O evento também serviu para introduzir à Marvel Store ao público presente na CCXP, já que a primeira unidade da Marvel Store na América Latina será aberta Shopping Dom Pedro, em Campinas, no primeiro trimestre de 2023.

A loja no evento tem produtos de diversas categorias dos personagens da Marvel e opera sem caixa. Os vendedores circulam com máquinas de pagamento para atender as demandas dos consumidores.

Não é a primeira vez que a Disney faz uma simulação da Marvel Store em evento. A empresa levou a Marvel Store para a BGS (Brasil Game Show) em outubro de 2022. A experiência na CCXP é diferente, diz o executivo. O foco na CCXP são produtos exclusivos.

“A pessoa que vem para a CCXP é muito diferente da BGS. Na CCXP, as pessoas vêm procurando coisas exclusivas e novidades que não há em outros lugares. Na BGS, é um público mais novo e mais focado nos games. E aqui eles são focados no lifestyle que é para onde queremos levar a marca, para o estilo de vida. É isso que estamos trazendo na Marvel Store”, descreve.

A experiência brasileira também é diferente. A Marvel Store no Brasil terá um design mais colorido do que as que estão instaladas na Coréia do Norte ou Japão, para atender as demandas do público local.

A omincalidade estará presente nas possibilidades do consumidor visitar a loja, escolher um produto e pedir para que ele seja entregue em casa, ou vice-versa. “Vemos que as pessoas estão voltando a comprar no físico. As pessoas gostam de sair de casa e comprar no físico e gostam de ter as duas opções. É isso que temos que dar ao consumidor”, diz o VP.

Segundo o executivo, o plano da Dream Store, marca de licenciados dos produtos Disney, para a Marvel Store é instalar cinco lojas em dois a três anos, além de explorar demais mercados da América Latina.

Publicidade

Compartilhe

Veja também