Estúdios Globo cria núcleo voltado a documentários

Buscar

Estúdios Globo cria núcleo voltado a documentários

Buscar
Publicidade

Mídia

Estúdios Globo cria núcleo voltado a documentários

Núcleo terá o papel de articular os talentos e recursos necessários para cada projeto do gênero


25 de janeiro de 2024 - 11h18

A Globo estreou nesta quarta-feira, 24, um novo núcleo nos Estúdios Globo dedicado ao desenvolvimento e produção de documentários para as diversas plataformas da companhia.

Documentário Vale o Escrito, do Globoplay, foi um dos mais recentes lançados pela Globo (crédito: Reprodução)

Liderado por Anelise Franco, o Núcleo DOC, sob um novo desenho organizacional, trabalhará com as direções de gêneros conforme a temática do conteúdo.

Em nota, Amauri Soares, diretor dos Estúdios Globo, TV Globo e Afiliadas, explicou que o novo núcleo terá o papel de articular os talentos e recursos necessários para cada projeto.

Confira o comunicado interno enviado aos colaboradores na íntegra:

Companheiros,

Os Estúdios Globo têm tido uma produção consistente e vitoriosa de documentários nos últimos anos. “Em Nome de Deus”, “Tim Maia”, “Nara leão”, “Xuxa”, “Vale o Escrito”, “Chic Show”, “Arnaldo Antunes”, “Erasmo Carlos” e “Marisa Monte” são títulos que nasceram pelas mãos dos criadores e produtores dos Estúdios Globo – cito, especialmente, a contribuição de Pedro Bial, um realizador brilhante de documentários. Há outros títulos em diferentes fases de desenvolvimento e produção. E, em breve, lançaremos o documentário “Jô Soares”.

Reconhecendo a enorme importância dos documentários para todas as plataformas Globo, especialmente Globoplay e TV Globo, estamos criando o Núcleo DOC dos Estúdios Globo. O Núcleo terá o papel de articular os talentos e recursos necessários em cada projeto. Da mesma forma como atua o nosso Núcleo de filmes, o Núcleo DOC vai trabalhar sempre em conjunto com um Diretor de Gênero, a depender do tema a ser retratado. O diretor de Gênero será o responsável artístico de cada projeto.

A líder do nosso Núcleo DOC será a Gerente de Produção Anelise Franco, que atuou em vários dos documentários que realizamos. Ela e o Núcleo DOC seguem em S. Paulo.

A criação do Núcleo DOC, como eu disse, reconhece a qualidade e a relevância da entrega de documentários nos últimos anos. O mérito é de todos os criadores e produtores que estiveram na jornada. Quero registrar a contribuição de Monica de Almeida e Mariano Boni, além da do Pedro Bial, já mencionada. Os três seguirão envolvidos como criadores em projetos de documentários.

Parabéns a todos que ajudaram a construir esta história.
Muito sucesso para a Anelise na coordenação do Núcleo.
E estamos sempre abertos a ideias e sugestões de novos documentários”

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Câmara dos EUA aprova lei que pode banir TikTok do país

    Câmara dos EUA aprova lei que pode banir TikTok do país

    Medida obriga a ByteDance a vender sua participação na plataforma em um período de um ano; políticos alegam que o TikTok compartilha dados de usuários americanos com o governo chinês

  • Para Samsung, share ideal para TV conectada é 30%

    Para Samsung, share ideal para TV conectada é 30%

    No estudo Rule of 30, Samsung Ads aponta que marcas deixam de impactar metade dos consumidores quando investem em TV linear