Snapchat recusa oferta de US$ 3 bi do Facebook

Buscar

Snapchat recusa oferta de US$ 3 bi do Facebook

Buscar
Publicidade

Mídia

Snapchat recusa oferta de US$ 3 bi do Facebook

Aplicativo de troca de mensagens e fotos estaria sendo sondado por outras empresas


14 de novembro de 2013 - 4h36

O Snapchat, aplicativo de troca de mensagens, recusou uma oferta de US$ 3 bilhões do Facebook, segundo o Wall Street Journal. Fontes disseram ao jornal que outros investidores estariam interessados em comprar o app, como a gigante do comércio chinês Tencent Holdings, que teria oferecido um investimento que valorizaria a empresa em US$ 4 bilhões.

Segundo fontes, Evan Spiegel, CEO e fundador do Snapchat, provavelmente descartará propostas de compra ou investimento até o ano que vem. A companhia, de apenas dois anos, está apresentando um bom crescimento no número de usuários e mensagens trocadas, embora não tenha gerado muito lucro.

Popular entre jovens portadores de mobile, o aplicativo permite a troca de mensagens e fotos ‘fantasmas’, deletadas poucos segundos depois do envio. O interesse de empresas maiores no aplicativo se mostra em um momento de ascensão da social media e, especialmente, das mensagens por meio de dispositivos móveis. O Twitter, serviço não-lucrativo de mensagens curtas, está avaliado em US$ 25 bilhões após sua oferta pública inicial na última semana. O Pinterest, ferramenta de compartilhamento de imagens, recebeu US$225 milhões de investidores que incrementaram o valor da empresa, que também não tem receita, em US$3,8 bilhões.

Não é a primeira vez que o Facebook realiza uma oferta de compra ao Snapchat. A rede social já havia oferecido uma quantia de um bilhão de dólares, afirmam fontes. Nas últimas semana, representantes do Facebook entraram em contato com a companhia para discutir uma nova proposta, que gira em torno de US$3 bilhões ou mais. Se fosse aceita, seria a maior aquisição do Facebook desde o Instagram, adquirido em 2012 por um bilhão.

O principal interesse do Facebook em concretizar essa transação vem do fato de que a maior parte dos usuários do Snapchat está usando o serviço por meio de smartphones, onde a mensagem é a principal função. A participação da empresa na receita publicitária de mobile aumentou bastante, embora no último mês o uso do serviço tenha diminuído entre os adolescentes.

Em junho, o Snapchat arrecadou US$ 60 milhões de investidores, incluindo o Institutional Venture Partners; o que aumentou o valor da companhia em US$ 800 milhões. Segundo a própria empresa, a troca diária de mensagens saltou de 200 milhões para 350 milhões desde junho. 

wraps

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Fora do BBB 24, Beatriz Reis já faz ‘publi’ para a própria Globo

    Fora do BBB 24, Beatriz Reis já faz ‘publi’ para a própria Globo

    Participante do reality aparece em vídeo publicado nas redes sociais da emissora convidando o público a acompanhar as três novelas da grade

  • Músicas de Taylor Swift retornam ao TikTok

    Músicas de Taylor Swift retornam ao TikTok

    Canções da cantora estavam fora da plataforma devido a impasses em contrato de licenciamento com a Universal Music, gravadora que a representa