NYT cria robô que faz poesia de notícias

Buscar

NYT cria robô que faz poesia de notícias

Buscar
Publicidade

Mídia

NYT cria robô que faz poesia de notícias

Sistema produz haicais inspirado no noticiário do jornal para homenagear Mês Nacional da Poesia


2 de abril de 2013 - 1h04

 Em homenagem ao Mês Nacional da Poesia, que começou nesta segunda 1º nos Estados Unidos, o New York Times colocou no ar o projeto Times Haiku. Trata-se de um sistema autômato – um robô –, que formula haicais inspirados nas notícias que circulam na primeira página do jornal na internet. Exemplo:

 

 

His wife was his world
and his mother was his world
and his family.

“Sua mulher era seu mundo / e sua mãe era seu mundo / e sua família”, frase retirada de entrevista do ator Jeremy Piven, descrevendo seu personagem na série Mr. Selfridge, do canal PBS, que estreou domingo 31.

O aplicativo foi desenvolvido pelo arquiteto de TI sênior do Times, Jacob Harris, inspirado no projeto Haikuleaks, que transformava em poesia trechos dos telegramas secretos vazados do Wikileaks em 2010. Ao pinçar um trecho ou agregar diferentes ideias de uma mesma matéria, os haicais provocam sensações diferentes do contexto original. Outro exemplo:

The family mutt
nabs it and reduces it
to a gooey lump.

“O cão da família / a abocanha e a reduz / a uma massa grudenta”, referente a uma reportagem sobre como salvar bolas de beisebol autografadas por astros do esporte – memorabilia muito famosa nos EUA – de um fatídico fim como brinquedo de cachorro. Ou ainda:

But recognition
can be a sign of something
more significant.

“Mas reconhecimento / pode ser um sinal de algo / mais significativo”, de um texto sobre o retorno da tendência de casais procurarem uma cerimônia oficial para sacramentar o casamento.

“Você acaba achando esses trechos atraentes, e aquilo lhe encaminha à leitura do texto integral, de onde saiu”, disse Harris ao Nieman Journalism Lab, da Universidade de Havard. À parte da polêmica sobre uma máquina tentar replicar emoções por meio de poesia, Harris e sua equipe tomaram cuidados na programação, como dirigir o robô a notícias com mais apelo afetivo e supervisar a maioria de seus resultados, para verificar se nada muito bizarro aparece.

A iniciativa segue diversas ações do jornal que misturam jornalismo, arte e tecnologia. A mais famosa é a instalação Moveable Types (“Tipos Móveis”), que fica no lobby do jornal, em Nova York, desenvolvida pelo artista Ben Rubin e pelo pesquisador da UCLA Mark Hansen, composta por 560 displays que pinçam informações dos textos em produção nos diferentes departamentos editoriais do grupo.

wrapswraps

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Globo amplia cotistas e inicia Jogos Olímpicos com 19 marcas

    Globo amplia cotistas e inicia Jogos Olímpicos com 19 marcas

    Detentora exclusiva dos direitos de transmissão da Olímpíada na TV, Globo agrega novos anunciantes às transmissões na TV aberta e Sportv

  • SBT anuncia parceria com Disney+ para exibição de nova novela

    SBT anuncia parceria com Disney+ para exibição de nova novela

    Escrita pela autora Íris Abravanel, trama estreia na segunda-feira, 29, com exibição multiplataforma e foco nas famílias