Tinder lança central de segurança no Brasil

Buscar

Tinder lança central de segurança no Brasil

Buscar
Publicidade

Mídia

Tinder lança central de segurança no Brasil

Ação visa proporcionar ambiente mais seguro para usuários exercerem sua liberdade


15 de julho de 2021 - 9h00

Depois de apresentada nos Estados Unidos, Reino Unido, França, Alemanha e Japão, o Tinder lança a sua Central de Segurança no Brasil. A iniciativa visa disponibilizar acesso fácil a recursos que garantem a segurança do usuário, seja conectando-o a especialistas em situação de necessidade, à serviços de denúncia à crimes de violência e preconceito ou oferecendo orientações para encontrar o match de forma segura.

 

(Crédito: Reprodução/Tinder)

Conforme a plataforma de relacionamentos, algumas das informações já estavam disponíveis anteriormente, mas em abas específicas do aplicativo às quais o usuário não encontraria caso não estivesse procurando. Agora, elas passam a ocupar o menu principal e na troca de mensagens.

A Central de Segurança foi desenvolvida junto com organizações, como o Fonatrans (Fórum Nacional de Travestis e Transexuais Negras e Negros), a ABGLT (Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersexos), Associação da Parada do Orgulho LGBT de SP, Mapa do Acolhimento e outras. De acordo com a marca, o conteúdo será continuamente revisado e atualizado.

Segundo o Tinder, o lançamento tem como base o compromisso da plataforma em ter, cada vez mais, um ambiente onde todas as pessoas se sintam livres para serem quem são.

**Crédito da imagem no topo: Nazarkru/iStock

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Band já garante quatro marcas na cobertura do São João do Nordeste

    Band já garante quatro marcas na cobertura do São João do Nordeste

    Veículo mostrará as principais festas da região Nordeste pelas emissoras afiliadas e também pelo Bandplay

  • Após 28 anos, ICQ deixará oficialmente de existir

    Após 28 anos, ICQ deixará oficialmente de existir

    Programa de mensagens, muito popular nos anos 2000, deixará de funcionar em junho, segundo sua empresa proprietária, a russa VK