O primeiro beijo gay na publicidade

Buscar

Comunicação

Publicidade

O primeiro beijo gay na publicidade

Criada pela TagZag, campanha é veiculada nas principais emissoras da Paraíba

Nathalie Ursini
22 de maio de 2014 - 11h52

Para não deixar o Dia Mundial de Combate a Homofobia, comemorado no último dia 17, passar despercebido, a ONG Movimento Espírito Lilás (Mel) lança a campanha O amor une, a homofobia não. Criado pela paraibana TagZag, o filme de 30 segundos que mostra o primeiro beijo gay na publicidade nacional será veiculado nas principais emissoras de TV aberta do Estado, com exceção da TV Cabo Branco, afiliada da Rede Globo, que pediu uma versão sem o beijo para transmitir em sua programação até às 21h. 

O comercial mostra o cenário da casa de um casal feliz, com almofada de coração, escovas de dente juntas no banheiro, e até uma toalha com as iniciais dos nomes. O filme termina com a frase “Respeitar a diversidade é um dever de todos”. De acordo com Danielly Almeida, gerente de conteúdo digital, a ideia não é chocar ao mostrar que o casal é formado por dois homens, muito menos ao mostrar um beijo gay. “É exatamente o contrário. Queremos apresentar o tema de forma bonita e natural, abrir canais de diálogo com a sociedade, e também homenagear todos que sofrem esse tipo de discriminação”, diz.

Os índices de crimes por homofobia amargam as estatísticas do Nordeste do País. De acordo com o levantamento realizado pelo Grupo Gay da Bahia (GGB), 43% das mortes de homossexuais, em 2013, decorrentes do preconceito, aconteceram na região. A Paraíba está em 4º lugar no ranking dos estados mais perigosos para a comunidade gay no País.

wraps

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”