Cerveja carioca premia selfie com prefeito

Buscar

Comunicação

Publicidade

Cerveja carioca premia selfie com prefeito

Promoção da Rio Carioca reforça estratégia focada em temas políticos da marca, desenvolvida pela agência 11:21

Victória Navarro
7 de novembro de 2017 - 17h31

Outdoor que desencadeou na promoção “Selfie com o prefeito” (crédito: divulgação)

Tons provocativos sobre temas políticos entram mais uma vez em voga nas campanhas publicitárias da cerveja Rio Carioca. Em razão da ressonância do outdoor “Sabe do prefeito? Se encontrar com ele, manda um abraço” lançado na semana passada, a marca anuncia a promoção “Selfie com o prefeito” do Rio de Janeiro aos seus consumidores.

A novidade, que assim como o outdoor é baseada na sensação da população de que o Prefeito Marcelo Crivella não anda muito presente em territórios cariocas, premiará com um kit da cerveja às dez primeiras pessoas que postarem uma foto, tirada no Rio de Janeiro, junto do prefeito. “Como o fato de o prefeito não ter aparecido em muitos momentos cruciais da cidade veio ao encontro com o sentimento geral da população, a campanha (do outdoor) teve uma repercussão muito grande”, diz Gustavo Bastos, fundador da 11:21, agência responsável pela comunicação da Rio Carioca.

Com forte presença nas redes sociais, a Rio Carioca vem construindo sua imagem por meio de memes e discussões polêmicas. Apesar de ser uma marca local, posicionamentos como esse têm dado à cerveja notabilidade nacional. “O conceito de comunicação da marca é o espírito carioca engarrafado. O espírito é o papo de bar, ou seja, falar do dia a dia, de humor. E, a política é uma riqueza de coisas para falar”, explica o profissional. Frases como “Qual furacão fez mais estragos: Irma, Geddel ou Palocci?”, “51 milhões dá para comprar alguns deputados ou 3 milhões de garrafas de Rio Carioca, o que vale muito mais à pena”, “Presidente, melhor beber na varanda, porque a casa caiu” permeiam a comunicação da cerveja:

 

Campanhas com tom provocativo da cerveja Rio Carioca (crédito: reprodução)

A marca nasceu em março de 2015, no bairro de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. Fundada por João Ricardo de Souza Vieira, Luiz Carlos dos Santos Vieira e Luiz Eduardo de Souza Vieira, a Rio Carioca veio para desenvolver produtos que atendessem o gosto e preferência dos cariocas. Depois de dois anos de atuação forte no digital, a marca integrou pela segunda vez o outdoor em sua comunicação. A primeira foi no ano que surgiu no mercado, para anunciar seu lançamento. “A maioria da nossa presença está nas redes sociais, ou seja, 80%. Trabalhamos também com televisão e mídia exterior, por exemplo”, pontua Gustavo Bastos.

A cerveja Rio Carioca é mais um case da 11:21, que vem construindo campanhas de cunho político. Em agosto deste 2017, a agência esteve à frente de uma ação de marketing da Ovos Mantiqueira, que aproveitou a ovada que o prefeito de São Paulo João Doria levou em Salvador para publicar em seu perfil a frase “O ovo não deve ser usado para jogar em ninguém”.  Após, o político negociou com o cliente da 11:21 uma doação de dez mil ovos para moradores da cidade de sua gestão e gravou um vídeo dizendo que “Ovo não deve ser usado para jogar nas pessoas”. À época, Gustavo Bastos comentou: “Partimos para o post de oportunidade, uma tradição da 11:21. O cliente foi rápido na aprovação e mais ágil ainda quando o prefeito entrou em contato. Foi uma sequência de eventos que se encaixaram”.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Gustavo Bastos

  • João Doria

  • Marcelo Crivella

  • 11:21

  • Ovos Mantiqueira

  • Rio Carioca

  • 11:21

  • cerveja

  • comunicacao

  • Gustavo Bastos

  • João Doria

  • Marcelo Crivella

  • outdoor

  • Ovos Mantiqueira

  • prefeito

  • Rio Carioca

  • Rio de Janeiro

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”