>>>>LINK >>> >>>ID >>

Zezé Di Camargo defende marcas populares

Buscar

Comunicação

Publicidade

Zezé Di Camargo defende marcas populares

Campeão de comerciais em 2017, o cantor fala sobre a relação com marcas acessíveis, os critérios para participar de campanhas e a força da música sertaneja na mídia

Bárbara Sacchitiello
1 de fevereiro de 2018 - 7h00

 

Zezé Di Camargo em uma das campanhas da Marabraz (Crédito: Reprodução)

Um posto que recentemente foi ocupado por musas como Gisele Bündchen, Marina Ruy Barbosa, Camila Pitanga e pelo galã Reynaldo Gianecchini contou com uma presença diferente no ano passado. Com um total de 12.967 inserções na TV aberta, o cantor Zezé Di Camargo foi a celebridade brasileira que mais apareceu em comerciais televisivos no ano de 2017.

Foi a primeira vez que Zezé alcançou o topo do ranking, elaborado anualmente pelo Controle da Concorrência. O cantor, no entanto, já havia aparecido na lista como um dos rostos preferidos do mercado publicitário. Em 2016, Zezé Di Camargo ficou na sétima posição da lista das celebridades campeãs de comerciais. O primeiro lugar ficou com a atriz Marina Ruy Barbosa.

O alcance do topo do ranking foi celebrada pelo cantor. “Me sinto lisonjeado por estar ao lado de nomes jovens, que estão em constante ascensão”, disse Zezé, em entrevista ao Meio & Mensagem.

Junto com o reconhecimento musical que veio no início dos anos 90 – quando a canção ‘É o Amor’, da dupla Zezé Di Camargo e Luciano, explodiu nas rádios de todo o Brasil – Zezé também iniciou uma carreira de sucesso na publicidade. O primeiro comercial protagonizado por ele foi para a marca de etiquetas adesivas Mack Color. A peça foi veiculada nas rádios.

De lá para cá, a relação de Zezé com as marcas se fortaleceu. Somente em 2017, o cantor apareceu na TV para emprestar sua imagem à quatro diferentes marcas: Joli Material de Construção, Marabraz, Vest Cada e Zaeli Alimentos. Muitos dos comerciais foram protagonizados junto com o irmão Luciano – que, por isso, ocupou o segundo lugar do ranking das celebridades que mais apareceram em campanhas televisivas no ano passado.

Em conversa com o Meio & Mensagem, Zezé comentou o sucesso na publicidade, a relação com as marcas de segmentos populares e a força que o gênero sertanejo adquiriu na mídia nacional. Confira:

Seleção de parcerias de publicidade
“Gosto de saber se o produto é de qualidade. Prezo muito a essência do negócio. Não adianta fazer algo que você não acredite. Assim, você acaba não passando a verdade para o consumidor. Toda vez que sou contratado para alguma campanha, seja sozinho, ou ao lado de meu irmão Luciano, como na Marabraz, que rendeu uma excelente parceria, eu quero saber mais sobre e conhecer de perto, mesmo, os produtos.” (Veja, abaixo, o comercial de Natal da Marabraz, estrelado por Zezé e seu irmão, Luciano):


Alcançar o primeiro lugar do ranking das celebridades em comerciais
“Me sinto lisonjeado por estar junto com nomes jovens, que estão em constante ascensão. Sinto que estou no caminho certo. E que o público se identifica comigo. Assim, posso falar por eles, através das marcas.”

Trabalho com marcas populares
“Acho muito importante trabalhar com marcas populares . A Marabraz, por exemplo, é uma empresa que temos uma parceria de longa data. São móveis excelentes, com preço que realmente cabe no bolso. Assim também é com a VestCasa, uma marca de cama, mesa e banho e que tem um preço muito bom e com uma ótima qualidade.”

Valorização da música sertaneja
“A música sertaneja faz parte da cultura do país, portanto, a cada ano surgem novas duplas e compositores excelentes. O gênero sertanejo não é modismo. A nossa origem é sertaneja, nunca negamos e não acreditamos que algum dia o nosso gênero tenha morrido ou venha a morrer. Artistas como Luan Santana, João Neto e Frederico, Marcos e Belutti, Jorge e Mateus, Victor e Léo, Fernando e Sorocaba, César Menotti e Fabiano e Gusttavo Lima fazem sertanejo. Os leigos saem divulgando este rótulo de sertanejo universitário, como já teve forró universitário e pagode universitário. Esses novos artistas fazem o sertanejo. Assim como aconteceu com a gente. Quando começamos, em 1991, fomos intitulados de new sertanejo e nós recusamos este rótulo. Houve uma peneira e ficaram os que tiveram o reconhecimento do público. O mesmo vai acontecer agora”

O gênero sertanejo não é modismo. A nossa origem é sertaneja, nunca negamos e não acreditamos que algum dia o nosso gênero tenha morrido ou venha a morrer.

Futuras parcerias publicitárias
“Ainda não tenho novas parcerias firmadas, mas sou grato que temos renovações com parceiros antigos. Isso, para mim é muito gratificante.”

Veja o ranking das celebridades que mais apareceram na TV aberta em 2017, de acordo com levantamento do Controle da Concorrência:

1- Zezé Di Camargo (Joli, Marabraz, Vest Casa, Zaeli Alimentos) – 12.967 inserções
2- Luciano (Marabraz e Vest Casa) – 11.397 inserções
3- Celso Portiolli (EAD, Jequiti Cosméticos, Liderança Capitalização, Plano Construições e Ultrafarma) – 6.280 inserções
4- Ivete Sangalo (Abradee/Aneel, Jequiti Cosméticos, Liderança Capitalização, P&G, Reckitt Benckiser, Universidade Laureate e Vivo) – 4.249 inserções
5- Neymar (Baruel, Proibida, Liderança Capitalização, Mondelez, Nike, P&G e Ultrafarma) – 4.173 inserções
6- Luis Ricardo (Jequiti Cosméticos e Liderança Capitalização) – 2.963 inserções
7- Gisele Bündchen (P&G e Sky) – 2.945 inserções
8- Eliana (Caixa Econômica Federal, EAD, Embelleze e Jequiti Cosméticos) – 2.796 inserções
9- Fábio Porchat (EAD, McDonald’s, Record e Sky) – 2.645 inserções
10- Anitta (Claro, Coca-Cola, Jequiti Cosméticos, Johnson & Johnson, Niely e Globo) – 2.643 inserções

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Cantor

  • celebridades

  • comerciais

  • Controle da Concorrência

  • Luciano

  • Zezé di Camargo

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”