ABPITV cria instituto de audiovisual

Buscar

Mídia

Publicidade

ABPITV cria instituto de audiovisual

Associação Brasileira de Produtoras Independentes de Televisão pretende promover fóruns de discussão sobre produção e distribuição de consumo em diferentes telas


13 de agosto de 2015 - 5h52

Para cuidar dos programas de capacitação e pesquisa de mercado, a Associação Brasileira de Produtoras Independentes de Televisão (ABPITV) anunciou a criação do Instituto de Conteúdos Audiovisuais Brasileiros (ICAB).

Após promover iniciativas como RioContentMarket, evento de conteúdo audiovisual da América Latina, e ações pelo País houve crescimento da demanda por capacitação. Segundo Marco Altberg, presidente da ABPITV, o conselho federal da entidade percebeu que seria necessária a criação de um instituto que cuidasse especificamente desses programas.

Na avaliação de Mauro Garcia, diretor executivo do ABPITV e do ICAB, o instituto surge para assumir gradativamente as atividades de capacitação, de fóruns de discussão e reflexão sobre produção e distribuição e consumo de conteúdo audiovisual nas mais diferentes telas.

O portal do ICAB está no ar e reúne uma biblioteca de artigos, teses e pesquisas sobre audiovisual e economia criativa no Brasil. No próximo ano, o ICAB pretende lançar uma extensa pesquisa sobre a história da produção independente do Brasil, coordenada pelo jornalista e diretor Gabriel Priolli.

O anúncio sobre o novo instituto foi feito nesta quinta-feira 13, durante o primeiro dia do Mediamorfosis, iniciativa do Brazilian TV Producers.

wraps

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”