patrocínio »



Ibope luta para medir audiência móvel

Instituto de pesquisas assume dificuldade em criar tecnologia capaz de mensurar a audiência dos canais assistidos pelo celular, smartphones e tablets

Barbara Sacchitiello| »

15 de Março de 2012 09:13

Segundo o Ibope, penetração dos celulares com televisor ainda é pequena no conjunto da população nacional
+

Segundo o Ibope, penetração dos celulares com televisor ainda é pequena no conjunto da população nacional Crédito: Fotolia

A constante evolução das tecnologias do sistema de telefonia móvel são, atualmente, a principal barreira no caminho do Ibope no sentido de criar uma sistema eletrônico de mensuração de audiências nas TVs digitais móveis. Consciente da maior difusão que os celulares, smartphones e tablets vêm ganhando entre a população brasileira, o instituto reconhece a importância da criação de uma métrica que contabilize a audiência desses meios para que o consumo de mídia no Brasil seja analisado de uma maneira mais completa.

“Nosso grande problema é que as nossas tecnologias atuais não acompanham o rápido ritmo das mudanças dos sistemas de celulares e smartphones. Queremos que essa medição de audiência seja feita tecnologicamente, por isso que, em 2012, trabalharemos para tentar encontrar uma solução para essa questão”, disse Dora Câmara, diretora comercial do Ibope Media, durante um workshop destinado a jornalistas ocorrido nessa semana, na sede do instituto, em São Paulo.

Segundo ela, além da tecnologia, os altos custos para a criação de sistemas sofisticados de mensuração também colaboram para um atraso na medição de audiência das TVs móveis. “Acredito que, conforme a demanda por esses dados de audiência forem aumentando, o mercado publicitário e os próprios veículos irão colaborar conosco para acelerarmos a construção de um modelo eficiente de medição. Embora exista esse novo meio de se consumir TV digital, é preciso ressaltar que a quantidade de televisores móveis ainda é muito pequena, considerando o total da população brasileira. A penetração não é tão ampla”, considera a executiva.

Enquanto não encontra um método tecnológico para medir a audiências das emissoras nos televisores de celulares e tablets, o Ibope não descarta a adoção do antigo método da mensuração manual – o conhecido “caderninho” – para poder apresentar ao mercado algum panorama do consumo de mídia televisiva móvel. “Claro que pretendemos encontrar um meio tecnológico de medir essa audiência, mas, na pior das hipóteses, podemos voltar ao sistema do caderninho. A mensuração desses dados de audiência não ficará descoberta”, promete Dora. 

tags

»
comments powered by Disqus