A telinha no verão também é férias!

Buscar

Opinião

Publicidade

A telinha no verão também é férias!

É real a crescente busca por conteúdo, justificando o conceito de consumidor 360°. De qualquer forma ainda vemos um aumento de tempo investido na TV tradicional


7 de fevereiro de 2019 - 9h27

 

(crédito: Pixabay)

Ainda é comum no mundo publicitário se falar mais do meio do que do próprio conteúdo, embora não seja a forma como o próprio consumidor o vê. Já é senso comum que o conteúdo que consumimos está em todos os lugares, inclusive na TV paga. Porém, a multiplicidade de meios e plataformas que nos deparamos hoje nos traz a sensação de distanciamento da grande tela. Vale lembrar que ela também tem se transformado e se adaptado à nova realidade “everywhere”, levando o conteúdo à sua audiência de maneira customizada no que diz respeito a tempo e contexto.

Independentemente do público, é indiscutível o aumento de consumo de conteúdo “everywhere” em todas as faixas etárias, gêneros e tribos, desde os amantes de esportes, de entretenimento e até aqueles em busca de notícias.

Trabalhando por mais de três anos em uma plataforma digital, parece que também me passou desapercebido, como uma profissional de mídia, o hábito televisivo como mídia eficiente de impacto. Mas ele não sumiu, ao contrário, apenas mudou de forma e lugar, no que se refere a maneira como nos chega e em que momento está presente. Se é linear, VOD ou streaming, não importa, pois está na tela da mesma forma. Por isso, temos que ampliar o termo televisivo e deixar de vê-lo como estático e linear.

É real a crescente busca por conteúdo, justificando o conceito de consumidor 360°. De qualquer forma ainda vemos um aumento de tempo investido na TV tradicional.

Buscando entender o consumo infantil, me deparei com dados que me surpreenderam. O aumento de tempo médio visto entre crianças de 4 a 11 anos tem crescido na TV paga desde 2015. Ou seja, independentemente da distribuição de conteúdo em todas as plataformas e momentos, o consumo de TV ainda é presente e crescente. Os números nos mostram que 99,38% das crianças com TV por assinatura assistiram a algum canal pago em 2018 em algum momento, 1% superior a 2015. Mas o mais interessante é que os pequenos também têm passado mais tempo na frente da TV: foram 3 minutos a mais de consumo diário quando comparado a 2015. E quando falamos de conteúdo e canais infantis, este aumento é ainda mais expressivo. A criançada tem passado 2 horas e 47 minutos diários assistindo a conteúdos infantis na TV paga, o que representa um aumento de 10% quando comparado a 2015.

Durante período de férias o consumo de TV não cai, como diz a lenda. Principalmente entre o público infantil, o consumo televisivo está presente. Por maior que seja a presença do conteúdo em todos os lugares e momentos, não podemos deixar de ver a força por trás da telinha. Verão vem, verão vai, os hábitos permanecem e a TV vai continuar a fazer parte desta rotina de férias. Assim… que venha o verão!

*Crédito da foto no topo: Reprodução

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Conteúdo

  • midia

  • televisão

  • Consumo

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”