Como os selos ambientais conferem valor e credibilidade às marcas

Buscar

Como os selos ambientais conferem valor e credibilidade às marcas

Buscar
Publicidade

Opinião

Como os selos ambientais conferem valor e credibilidade às marcas

Pesquisa do Instituto Quantas aponta que há a percepção de que esse tipo de certificação tem tanta relevância quanto o desempenho do produto


25 de abril de 2024 - 14h00

Somar e alinhar esforços coletivos, entre os diversos atores da sociedade, integra um movimento necessário para encararmos os enormes desafios socioambientais que enfrentaremos nas próximas décadas. A logística reversa cumpre a função de vincular as indústrias e suas marcas às organizações que realizam reciclagem por meio dos cooperados, dentro de um cenário de propósitos sustentáveis que são os alicerces da economia circular, uma vez que as empresas devem estabelecer diretrizes de gestão ambientalmente corretas para atender à Política Nacional de Resíduos Sólidos.

E quem está na ponta, comprando e consumindo, também está atento aos compromissos das marcas. Segundo dados da pesquisa feita pelo Instituto Quantas, 67% dos consumidores afirmaram dar preferência a empresas com selos de comprometimento com a reciclagem e impacto socioambiental. Entre os sentimentos sobre os selos verdes, há a percepção que eles têm tanta relevância quanto o desempenho do produto, sendo um agregador direto e objetivo de valor às marcas. Eis um diagnóstico de grande valor a toda cadeia produtiva, que revela como o engajamento em minimizar as pegadas ambientais dos produtos e sobre ações sustentáveis pode ser revertido em ganhos econômicos – além de credibilidade e transparência ao consumidor, outros dois atributos imprescindíveis – a todos envolvidos.

Pensando nisso, o selo eureciclo foi concebido para que o consumidor possa rapidamente identificar as marcas que investem na reciclagem e geram impacto socioambiental, pois assim pode reconhecer se a marca escolhida está alinhada aos preceitos da reciclagem aplicada às embalagens e resíduos pós-consumo, independente do ramo de atuação, que pode ir desde cosméticos à construção civil, passando por bebidas, alimentos, vestuário, calçados, bancos , varejo.

Quando questionados sobre a aplicação de boas práticas sustentáveis no cotidiano, a redução do consumo e quantidade de lixo produzido estão entre as sete principais preocupações dos entrevistados na pesquisa do Instituto Quantas, assim como a importância da reciclagem e apoio a empresas comprometidas com a causa. Os resultados da pesquisa também revelam que 77% dos entrevistados consideram que os selos que demonstram o compromisso socioambiental das marcas por meio da sustentabilidade e reciclagem são de grande importância e 63% indicaram que preferem marcas que possuam selos ou certificações de compromisso na hora da compra. Esses dados mostram que quando mudamos a nossa relação com o que se chama de lixo, moldamos a nós mesmos e conseguimos transformar consumo em escolha, conforto em consciência, indiferença em cuidado e o que a sociedade chama de lixo, em resíduo, que gera renda para milhares de pessoas.

Importante identificarmos as motivações e os propósitos atrelados a determinadas escolhas do consumidor para entendermos e acompanharmos as curvas de tendências. A percepção de contribuir para um futuro melhor para os integrantes da família, na perspectiva das próximas gerações, é o mais forte gatilho identificado pela pesquisa para adotar práticas sustentáveis. Individualmente, o tripé de maior poder de engajamento engloba o aspecto emocional (família), a realidade tangível (diminuição de gastos) e motivo aspiracional (evolução e melhoria pessoal). De cada dois brasileiros , com acesso a internet, um engaja em campanhas de estímulo de troca de embalagens por algum benefício e outro não.

Para concluir e corroborar com essa tendência, segundo levantamento empreendido pela McKinsey e a NielsenIQ os consumidores estão claramente direcionando seus gastos a produtos com alegações relacionadas a ESG. Nos últimos cinco anos, os produtos que fizeram anúncios nesse sentido representaram 56% de todo o crescimento, outro dado revelador. Tão urgente quanto a pauta agora é a necessidade de expandir as ações de comunicação das empresas para vocalizar e amplificar o que tem avançado na agenda de sustentabilidade ano após ano. E, por todos esses motivos e índices, os selos ambientais cumprem um papel vital dentro da estratégia de mercado.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Você já sentiu culpa por descansar?

    É necessário desafiar essa noção uma vez que o descanso é componente essencial para a criatividade e produtividade em geral

  • Pilha no brinquedo #5: Frame Mental > Diagramas e Formatos

    Essas estruturas são como dividir a complexidade dos dados em partes menores, tornando possível identificar padrões e relações, promovendo insights mais profundos