Como os millennials consomem informação?

Buscar

Últimas notícias

Publicidade

Como os millennials consomem informação?

Estudo da PayPal aponta o Google como principal fonte de informação e conhecimento


26 de maio de 2017 - 9h00

A PayPal fez uma pesquisa analisando os hábitos de consumo de informação dos millennials, geração composta por aquelas pessoas que nasceram entre o começo dos anos 80 e o final dos anos 90. Realizada pela MindMiners, a pesquisa foi realizada inteiramente online, entre os dias 3 e 10 de março 2017, com 300 jovens entre 18 e 36 anos, pertencentes às classes ABC e de todos os estados do Brasil.

Os resultados mostram que o WhatsApp, por exemplo, lidera quando o assunto é “veículos de comunicação mais usados”. Já o Google foi o mais citado como fonte de informação e veículo de conhecimento, com 66,3%, seguido por Facebook, 55%, e pela TV, 51,3%. Do outro lado da balança, jornais impressos foram citados por somente 9,7% e revistas impressas, por 7,7%.

Os entrevistados apontam que passam mais de três horas por dia no Facebook, mas menos de 3% avaliaram que a rede social é um veículo de comunicação muito confiável. Porém, 95% garantiram que verificam a veracidade das notícias antes de compartilhá-las em seus perfis.

Já o veículo mais usado como fonte de entretenimento pelos millennials é o YouTube, com 81,7%, seguido por Facebook, com 71%, WhatsApp, 66%, serviços de streaming e Instagram, ambos com 54%, e TV, 52%.

Quando questionados sobre o uso diário das plataformas, 88% afirmaram usar o Facebook todos os dias,  enquanto 80% utilizam o Google para pesquisas, 77% o Instagram, 61% o Youtube, 51,8% o Snapchat e 47,9% jornais online. Os jornais impressos são lidos diariamente por 23,4% dos entrevistados.

No que diz respeito à confiabilidade dos meios de comunicação, só 3% dos entrevistados confiam muito no Facebook; 5%, no Instagram; 22%, confiam muito no Google em termos de pesquisa; e 4%, no Twitter. Já 14% confiam muito em jornais impressos ou online; 8% confiam muito em revistas online ou impressas; 15% confiam muito em rádios; e 9% confiam muito no YouTube.

Já 53% dos entrevistados disseram se incomodar com publicidade em vídeo. Destes, 52% pulam os vídeos de publicidade; 35% o fazem dependendo da marca ou do produto; e somente 1% dos entrevistados nunca pulam.

De maneira geral, 38% dos millennials garantiram que, ao clicar no link de uma matéria, fazem questão de ler o texto inteiro; e 5,7% confessam que só leem o título e o primeiro parágrafo. Outros 56% dizem que o nível de leitura depende da matéria. Os temas campeões de leitura do título e do primeiro parágrafo são: política, com 39,5%; economia, 38,4%; saúde, 29,7%; variedades/entretenimento, 29,2%; e ciência, 28,6%.

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”