Beauty Fair mapeia varejo de beleza no Brasil

Buscar

Últimas notícias

Publicidade

Beauty Fair mapeia varejo de beleza no Brasil

Vendas das perfumarias multimarcas cresceram 4% em 2016, atingindo R$ 10 bilhões e estima-se que o País tenha mais de um milhão de salões de beleza


11 de setembro de 2017 - 15h13

Encomendado à Euromonitor pelo Grupo Ikesaki, organizador da Beauty Fair, um estudo fez um raio-x do varejo de produtos de beleza no Brasil. O País possui 19 mil perfumarias multimarcas, das quais 88% ocupam espaços de até 200 metros quadrados. As vendas desse segmento em 2016 cresceram 4% sobre o ano anterior, chegando a R$ 10 bilhões.

Outro dado do estudo aponta que 70% do volume de vendas está relacionado a produtos para os cabelos (tratamento: 37% e coloração, 33%). Os consumidores finais são os maiores compradores: 65%.

Já quando o assunto é a exploração do e-commerce pelas perfumarias como canal de venda, a região Sul se destaca – 23% das perfumarias do Sul têm vendas online, contra 12% do Sudeste e Centro-Oeste e 8% das regiões Norte e Nordeste.

O serviço de salões de beleza também foi alvo da pesquisa. Existem no País 500 mil salões formais, mas como fontes do setor citam que até 48% dos salões atuam informalmente, estima-se que funcionem no mercado brasileiro mais de 1,1 milhão de salões de beleza. A região Sudeste concentra 56% deles (625 mil estabelecimentos para cada 100 mil mulheres) e as regiões Norte e Nordeste são consideradas as que têm maior potencial de crescimento. Hoje, possuem 264 salões para cada 100 mil mulheres, ou seja, 100 mil salões.

 

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • EUROMONITOR

  • Grupo Ikezaki

  • Beauty Fair

  • varejo de beleza

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”