Dança como ação de marca

Buscar
Publicidade

Ponto de vista

Dança como ação de marca


3 de junho de 2011 - 4h48

 É bem comum a gente ver em shows, prêmios e eventos corporativos bailarinos interagindo com projeções.

Eu mesma já tive a oportunidade de criar performances neste formato para alguns clientes. Cada um com suas peculiaridades, e modéstia à parte, algumas de tirar o fôlego da platéia.

O processo criativo é relativamente simples. Você traduz o conceito que o cliente quer transmitir para o público na criação da trilha. Em cima da trilha você cria os movimentos. Junto com um coreógrafo parte-se para a audição dos bailarinos. Com estes passos percorridos, você cria e edita as imagens que devem ser coordenadas com a trilha e os movimentos do elenco.

Com tudo isso pronto é só partir para ensaiar. E bastante. Pois o sincronismo perfeito é que fará do seu show um sucesso ou não.

Algumas variações podem ser interessantes. Como por exemplo criar a dança em cima de uma pick up instalada verticalmente em uma parede recebendo projeção.
wraps
 Utilizar as silhuetas do elenco, como um efeito de sombras, também dá um resultado muito bonito.
wraps
Esta semana eu vi a primeira performance de "Run The World (Girls)" protagonizada pela Beyoncé ao vivo no Billboard Music Awards 2011. É de tirar o fôlego!

Acho que a verba e o tempo de ensaio devem ter sido um pouquinho maior do que o geralmente praticado no universo dos eventos institucionais, mas teve muito talento por trás deste trabalho. Eu não gosto da estética escolhida, mas vale à pena conferir. (Assista abaixo)
 
Fabiana Zanelato é diretora artística de eventos do Banco de Eventos, da Holding Clube 

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Beel Films expande atuação com filial nos Estados Unidos

    Beel Films expande atuação com filial nos Estados Unidos

    Produtora especializada em entregas de digital acaba de abrir escritório em Miami, onde deve centralizar atendimento de multinacionais

  • Após 12 anos, Grupo Amil retoma agência in-house

    Após 12 anos, Grupo Amil retoma agência in-house

    Grupo de saúde reativa as atividades da Promarket, que foi responsável pela publicidade e comunicação do grupo de 1980 até 2012