Erh Ray deixa a BorghiErh/Lowe

Buscar

Comunicação

Publicidade

Erh Ray deixa a BorghiErh/Lowe

José Henrique Borghi segue como CEO da agência, que mantém sua marca atual

Felipe Turlao
30 de julho de 2012 - 12h02

Depois de 10 anos, Erh Ray, co-presidente e diretor de criação da BorghiErh/Lowe, anuncia sua saída da empresa. Comunicado oficial diz que ele "vai repensar sua vida profissional”. “Respeitamos sua decisão de buscar uma nova visão e um novo rumo do quer para seu futuro”, declara Michael Wall, CEO da Lowe & Partners.

José Henrique Borghi segue como CEO da agência, com Valdir Barbosa como vice-presidente executivo e diretor geral, Fernando Nobre como vice-presidente de criação, e Ricardo Hoffmann como vice-presidente responsável pelo escritório de Brasília. A princípio, a BorghiErh/Lowe segue com o mesmo nome. Alguns dos principais clientes da casa são Caixa Econômica Federal, Ministério da Saúde, Unilever, Johnson & Johnson, Boehringer Ingelheim, Bic e UOL.

A BorghiErh foi criada em 2002 como hotshop independente, mas ganhou escala após a fusão com a rede Lowe, do grupo Interpublic, em 2006. A agência conquistou espaço em clientes importantes como Unilever e fechou 2011 como quinta maior agência brasileira, com R$ 746 milhões em compra de mídia, de acordo com o ranking Agências e Anunciantes. O escritório brasileiro é um dos cinco mais importantes em receita para a rede Lowe.

Graduado em propaganda pela Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Erh Ray iniciou sua carreira como estagiário na Standard Ogilvy & Mather. Depois disso, foi contratado como diretor de arte pela gaúcha Vangarde. Ainda no sul, teve passagens pelas agências Centro de Propaganda, Bureau, Paim Lautert & Macedo e Upper. Em 1994, foi contratado na DM9DDB, onde conheceu e começou a fazer dupla com o redator José Henrique Borghi.

Juntos eles criaram campanhas como “Mamíferos”, para Parmalat, e o filme “Carlinhos”, de combate ao preconceito aos portadores da Síndrome de Down. A dupla se desfez entre 1999 e 2002, quando Borghi seguiu para a NewcommBates e, depois, para a Leo Burnett, onde foi copresidente e diretor de criação. Enquanto isso, Ray passou uma temporada na DDB de Nova York antes de retornar para a DM9DDB, como vice-presidente de criação. Durante o Festival de Cannes de 2002, eles decidiram que seria hora de juntar forças em um negócio próprio.

Inaugurada em dezembro de 2002, a BorghiErh passou a ser assediada alguns anos depois por Steve Gatfield, que havia sido diretor financeiro da rede Leo Burnett e do Grupo Interpublic e estava assumindo a presidência da Lowe Worldwide. No meio das conversações, um fato inusitado acabou dando mais força à negociação. Em 2005, na concorrência realizada pela AmBev pela conta brasileira da Stella Artois, a BorghiErh venceu a Lowe, que cuida da comunicação global da marca. Em dezembro de 2006, depois de mais de dois anos de tratativas, foi concretizada a fusão, tendo os sócios brasileiros como minoritários, mas responsáveis por 100% da gestão.

O sucesso da agência comandada pelos copresidentes Erh Ray e José Henrique Borghi demonstra superação do choque inicial de culturas, já que a Lowe mantinha uma grande estrutura para atender contas multinacionais, enquanto a BorghiErh era uma agência média, enxuta e com carteira de clientes predominantemente brasileiros. Atualmente, ambos têm 46 anos de idade.

Leia também:
Fora da BorghiErh/Lowe, Erh Ray pensa em nova agência

 

wraps

Publicidade

Compartilhe