Marcelo Tripoli lança agência digital Zmes

Buscar

Comunicação

Publicidade

Marcelo Tripoli lança agência digital Zmes

Cláudio Loureiro, da Heads, Helio Rotenberg, da Positivo, e Miguel Krigsner e Artur Grynbaum, de O Boticário, são sócios investidores da nova empresa

Alexandre Zaghi Lemos
9 de novembro de 2020 - 6h00

Tripoli com os sócios-diretores Marta Oliveira, Henrique Makauskas, Giuliana Viscardi e Ricardo Tassi

Pouco mais de três anos após trocar o mercado de agências pela vice-presidência de digital marketing da consultoria McKinsey, Marcelo Tripoli retorna com um novo negócio. Ele está lançando a agência digital Zmes, em sociedade com quatro investidores: Claudio Loureiro, fundador e presidente da Heads; Helio Rotenberg, fundador e CEO da Positivo Tecnologia; e Miguel Krigsner e Artur Grynbaum, respectivamente fundador e CEO de O Boticário.

Esse quarteto investiu R$ 18 milhões na empreitada e possui 42,5% de participação na Zmes. Tripoli tem outros 42,5% e os 15% restantes estão divididos entre quatro diretores da agência: Henrique Makauskas (ex-tech manager da Dafiti), que irá liderar as áreas de tecnologia e dados; Giuliana Viscardi (ex-diretora de criação da CuboCC), à frente de criação e conteúdo; Marta Oliveira (ex-diretora de inovações da CBA Design), responsável pela estratégia de marcas e relacionamento com clientes; e o CFO Ricardo Tassi (ex-McKinsey).

A Zmes (que em eslovaco significa mistura) se apresenta ao mercado com a proposta de entregar consultoria, criação e tecnologia. Seu modelo de atuação estabelece que o início do atendimento ao cliente se dá com um estudo sobre como o marketing digital pode aumentar receita e lucratividade – a promessa é de causar um incremento mínimo de 20%, com a maior parte da remuneração da agência atrelada ao atingimento das metas. Depois disso, considerando disciplinas que vão do branding à performance, são montados os times dedicados a cada cliente, com profissionais de planejamento, mídia, criação e tecnologia que ficarão alocados in-house nas empresas atendidas.

Até ingressar na equipe da McKinsey, em julho de 2017, Tripoli foi sócio da REF por um ano. Antes, ocupou o posto de CCO da SapientNitro, rede que, em 2013, comprou a agência digital iThink, inaugurada por Tripoli em 2002.

Publicidade

Compartilhe