O efeito Carlos Wizard na Mundo Verde

Buscar

Marketing

Publicidade

O efeito Carlos Wizard na Mundo Verde

O empresário comprou, assumiu a presidência, reformulou a rede de alimentação saudável e, agora, investe na expansão da marca própria

Luiz Gustavo Pacete
14 de agosto de 2015 - 6h34

A Mundo Verde, rede de lojas de produtos naturais orgânicos voltados ao bem-estar, estreia, neste sábado, 15, a campanha “Faça os cálculos”.

Desenvolvida pelo Grupo Rái, a ação tem como objetivo comunicar a ampliação da marca própria “Mundo Verde Seleção”. A estratégia contempla TV por assinatura, displays, folhetos e redes sociais. Ampliar a linha de marcas próprias é uma das metas de Carlos Wizard Martins que comprou a Mundo Verde em agosto do ano passado.

“Quando chegamos, a rede tinha 10% de seu portfólio em marcas próprias, hoje, estamos em 30% e nosso objetivo é chegar a 50%”, diz Wizard. Em entrevista ao Meio & Mensagem, o empresário que fundou o Grupo Multi, vendido para a britânica Pearson em 2013, fala sobre as motivações por trás do investimento na marca própria e a nova etapa de comunicação da empresa. “Nossa campanha reafirma o compromisso da rede em oferecer produtos da mais alta qualidade ao consumidor, a preços justos e acessíveis. Pela primeira vez estamos unificando os preços para todo o Brasil”, explica Wizard.

Meio & Mensagem – Neste mês de agosto completa um ano que você comprou a rede Mundo Verde, quais os principais esforços até agora?
Carlos Wizard Martins –
Nosso primeiro objetivo foi a expansão da rede fortalecendo o modelo de franquias. Principalmente investindo em treinamento. Com isso, saímos de 350 lojas para 410 unidades. A segunda etapa consistia em fortalecer a publicidade e a presença na mídia e, neste momento, com a nova campanha, também concretizamos essa fase.

M&M – Algum motivo específico para lançar a campanha no segundo semestre?
Wizard –
Nossa estratégia de mídia sempre está focada no segundo semestre por questão operacional das franquias. Todos os franqueados participam do rateio para a publicidade. Dividimos nossa comunicação em 50% mídia tradicional e 50% mídia digital, nossa estratégia de marketing está focada nas mudanças do perfil do consumidor. 

M&M – Qual a meta para a expansão da marca própria?
Wizard –
Quando assumimos a empresa ela tinha 10%, dos mais de três mil itens, de marca própria, chegamos a 30% e o objetivo é ter 50% no próximo ano.

M&M – Quais os benefícios de uma linha de marcas próprias para a rede?
Wizard –
Fortalece a própria marca institucional. O cliente associa a marca ao produto com a loja. Além disso, reforça e garante o controle da qualidade do produto. Tem também uma questão de negócios, estrutural, se antes você tinha dezenas de marcas, hoje consegue aumentar a qualidade, centralizar os custos e melhorar a performance.

M&M – Isso também ajuda em termos estruturais, por exemplo, unificação de preço?
Wizard –
A marca própria ajuda nessa centralização. Vou te dar um exemplo, quando assumimos tínhamos 63 fornecedores de mel, reduzimos para três e conseguimos, com isso, melhores condições de preço, agilidade na distribuição e mais inteligência no abastecimento.

M&M – Com quem a Mundo Verde dialoga? Qual o público?
Wizard –
É um aspecto curioso. Não dá para dizer que temos um serviço para classes A ou C, eu digo que certamente nosso cliente está em vários lugares. Abrimos uma rede na Rocinha, outra em São Paulo, independentemente do grau de renda.

M&M – Até que ponto seu cliente é motivado por modismos, em tempos de crise ele não pode recuar no consumo de produtos "saudáveis"?
Wizard –
De fato, a economia sofre danos, mas o setor de alimentação saudável está crescendo e tem tido impacto menor devido à crise do que outros setores. Felizmente, nosso setor cresce e mantém faturamento. Quando o consumidor tem acesso a esse estilo de vida, dificilmente ele quer abrir mão depois.

M&M – Quanto a marca “Carlos Wizard” contribui para a Mundo Verde?
Wizard –
Ninguém jamais conseguirá uma reputação com aquilo que pretende realizar. O indivíduo somente conseguirá uma reputação com aquilo que já realizou. Portanto, após construir uma trajetória bem sucedida no setor de educação, quando assumimos a rede Mundo Verde transferimos uma bagagem de experiência acumulada na gestão da nova rede.

Assista ao vídeo:

wraps

Publicidade

Compartilhe