Varejo fecha 2015 com queda de 4,3%

Buscar

Marketing

Publicidade

Varejo fecha 2015 com queda de 4,3%

É o pior resultado do setor desde o início da série histórica em 2001, aponta o IBGE


16 de fevereiro de 2016 - 1h09

O volume de vendas do varejo no acumulado do ano de 2015 recuou 4,3%, de acordo com dados publicados nesta terça-feira, 16, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em dezembro, o recuo foi de 2,7%, enquanto que no último trimestre foi de 6,9%. O resultado do ano representa a maior perda desde o início da série história, em 2001. O comércio varejista ampliado, que inclui o varejo e as atividades de veículos, motos, partes e peças e de material de construção, teve resultado ainda pior: queda de 8,6%.

Os segmentos que mais contribuíram para o resultado negativo foram móveis e eletrodomésticos (-14%), hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-2,5%), tecidos, vestuário e calçados (-8,7%) e combustíveis e lubrificantes (-6,2%). Também tiveram desempenho negativo livros, jornais, revistas e papelaria (-10,9%), equipamentos e material de escritório, informática e comunicação (-1,7%) e outros artigos de uso pessoal e doméstico (-1,3%). O único setor que registrou aumento no volume de vendas na comparação com 2014 foi artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos, com alta de 3%.
 

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”