Athletico Paranaense lança a Furacão Play

Buscar

Marketing

Publicidade

Athletico Paranaense lança a Furacão Play

Clube de futebol é o primeiro brasileiro a trabalhar com plataforma própria para a transmissão de suas partidas

Renato Rogenski
16 de março de 2020 - 6h00

Jogo do Athletico Paranaense contra o Rio Branco, pelo Campeonato Paranaense; todos os jogos do clube na competição serão transmitidos pelo Furacão Play (Créditos: Cahuê Miranda/Divulgação)

De olho em novas receitas e maior controle sobre seu potencial midiático, o Athletico Paranaense escolheu o clássico contra o Coritiba, no domingo, 15, para lançar sua plataforma Furacão Play. A ideia é que o novo serviço transmita ao vivo mais de 30 partidas do time na temporada 2020. A assinatura está disponível gratuitamente para todos os programas de sócio torcedor, com exceção do plano mais básico. Além de todos os confrontos do clube pelo Campeonato Paranaense e alguns amistosos, a plataforma vai transmitir também 14 jogos da equipe no Campeonato Brasileiro.

Para poder exibir as partidas, o Athletico Paranaense precisou negociar condições específicas em seus contratos com as empresas que compraram seus direitos de transmissão de ambos os campeonatos: a plataforma de streaming Dazn para a disputa estadual e a Turner (Esporte Interativo) para a competição nacional. Como os direitos precisam ser negociados com os dois times que disputam cada uma das partidas, no primeiro caso o acordo foi mais simples, já que a Dazn fechou a compra do Paranaense com todos os 12 times.

No Brasileirão, no entanto, o cardápio de jogos disponíveis para a Furacão Play ficou menor, já que além do próprio Athletico, a Turner detêm apenas os direitos de sete clubes na TV fechada: Bahia, Ceará, Coritiba, Fortaleza, Internacional, Palmeiras e Santos. A plataforma não poderá exibir os confrontos contra Atlético-GO, Atlético-MG, Botafogo, Corinthians, Flamengo, Fluminense, Goiás, Grêmio, São Paulo, Sport e Vasco, que venderam os direitos na TV a cabo para o SporTV. Apenas o Red Bull Bragantino ainda não definiu oficialmente com qual empresa deve fechar a exibição de suas partidas.

No caso específico do acordo com a Turner, o contrato também inclui uma particularidade: a plataforma Furacão Play será o único meio em que o torcedor do Athletico poderá assistir aos jogos do Campeonato Brasileiro disputados na casa do clube, na Arena da Baixada, em Curitiba. Na programação, além das partidas, serão transmitidos também treinos ao vivo e conteúdos de bastidores, com entrevistas, rotinas e informações de jogadores e comissão técnica no dia a dia do clube.

Essa não é a primeira vez que o Athletico escolhe alternativas não convencionais do futebol brasileiro para a transmissão de seus jogos. Em 2016, o clube foi o primeiro time a aceitar a oferta da Turner e não da SporTV para exibir seus jogos do Campeonato Brasileiro na televisão fechada, em um contrato que vai de 2019 até 2024. Já em 2017, junto com o seu rival Coritiba, não aceitou os termos da Globo para a exibição das finais do Campeonato Paranaense, transmitindo pela primeira vez no País uma partida de futebol profissional da primeira divisão exclusivamente para os meios digitais, via YouTube e Facebook.

Para o presidente do clube, Mario Celso Petraglia, ao lançar uma oferta direta ao consumidor e transmitir jogos ao vivo de duas das principais competições que o clube disputa, o Athletico Paranaense segue o exemplo de clubes e ligas que estão na vanguarda do futebol mundial. “É a primeira vez que isso acontecerá na história do futebol brasileiro. Não nos submetemos às condições ultrapassadas do nosso futebol e estamos quebrando paradigmas. As questões tecnológicas mudam o mercado e estamos atentos”, afirma.

Sobre a questão da monetização da plataforma, o presidente da entidade esportiva também disse que as marcas poderão comprar produtos de publicidade e patrocínio dentro do canal. Do ponto de vista tecnológico, toda a estrutura é suportada pela Live Mode, startup dos cofundadores do Esporte Interativo, Edgar Diniz e Sergio Lopes, que deixaram a operação algum tempo depois da venda do canal para a Turner, em 2015. “Esporte ao vivo sempre será o conteúdo de maior apelo no mundo e a transição das transmissões para esse novo ecossistema ao longo do tempo ocorrerá inevitavelmente”, observa Edgar.

Crédito da imagem de topo: reklamlar/istock

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Turner

  • SporTV

  • esporte interativo

  • athletico paranaense

  • Live Mode

  • Furacão Play

  • campeonato paranaense

  • Facebook

  • Campeonato Brasileiro

  • youtube

  • streaming

  • futebol

  • Plataforma

  • transmissão