Marcas comprometem-se a investir em empresas lideradas por negros

Buscar

Marketing

Publicidade

Marcas comprometem-se a investir em empresas lideradas por negros

Movimento, liderado pelo GroupM, conta com adesão de General Mills, L’Oreal, Target e outras empresas


8 de junho de 2021 - 17h00

*Texto de Jeanine Poggi, do Ad Age

Um grupo de 20 marcas, que incluem General Mills, L’Oreal USA, Nestlé, Target, Tyson Foods, DoorDash, Mars e Vokswagen, se comprometeu a investir pelo menos 2% de seu orçamento anual de mídia em empresas controladas por pessoas negras, por meio iniciativas de mídia e inclusão do GroupM, de acordo com a agência.

A promessa foi feita durante as negociações com as redes de mídia nos upfronts deste ano, quando as empresas de mídia buscam garantir a maior parte de seus compromissos publicitários para a nova temporada, que começa no início do outono no hemisfério Norte (a partir de setembro). O consórcio de clientes também inclui AARP, Adidas, Citizens, Danone, Ferrara, MGA Entertainment, proprietária da Ragu, Mizkan America, No7 Beauty Company, Pernod Ricard e Pharmavite, que fabrica as vitaminas Nature Made, e Ring.

O comprometimento de direcionar, no mínimo, 2% da verba para essas empresas ocorre quando as agências e seus clientes são convocados por proprietários negros de empresas de mídia a investirem mais nesses canais, que acabam sendo frequentemente esquecidos. O GroupM é uma das várias agências que, nos últimos meses, traçaram planos para pedir aos clientes que comprometam mais de seus dólares com publicidade em empresas controladas por grupos minorizados.

Empresas estão cada vez mais tentando dar prioridade e oportunidade para empresas de mídia negras (Créditos: LinkedIn Sales Solution/Unsplash)

O grupo de clientes também inclui a Target, que planeja comprometer 5% de seu orçamento a cada ano com empresas de mídia de propriedade de pessoas negras a partir de 2022, enquanto também aumenta seu envolvimento com os criadores de conteúdo negro, disse Maurice Cooper, em comunicado. “Na Target, estamos comprometidos em promover a inclusão em todo o nosso negócio, desde as marcas que carregamos e histórias que contamos, até como nos conectamos com nossos clientes. Esses investimentos ajudarão nossos parceiros a crescer, competir ainda mais e ampliar seu alcance, ajudando a garantir que todos em todos os lugares se sintam ainda mais bem-vindos na Target.”

A outra parte da nova “Iniciativa de Inclusão de Mídia do GroupM” é um “acelerador de vozes diversas”, que serve como um fundo de impacto positivo para apoiar diversos criadores, escritores, produtores, diretores, talentos e estúdios negros. A plataforma buscará apoiar os negros no desenvolvimento, financiamento, distribuição e marketing de conteúdo para os clientes do GroupM. O “acelerador de vozes diversas” se concentrará inicialmente em iniciativas e empresas de propriedade de negros, e posteriormente expandirá seu alcance.

“Na Danone, o marketing de nossas deliciosas comidas e bebidas precisa refletir a diversidade de nossos consumidores e da sociedade – e atingir esses consumidores de maneira significativa”, disse Terrance Irizarry, chefe de diversidade inclusiva da Danone na América do Norte, em um comunicado. “Avaliar nossos investimentos em mídia para garantir que sejam gastos com empresas de mídia de propriedade de negros é um passo importante no combate à desigualdade racial e na criação de novas oportunidades econômicas para diversas comunidades. Isso é parte de nossa jornada mais ampla e nosso trabalho para aprimorar a diversidade geral em nosso conteúdo e nossas parcerias com diversos fornecedores na indústria.”

Outras marcas fora da lista de clientes do GroupM também fizeram compromissos públicos com a mídia negra e de propriedade de minorias nas últimas semanas. Em abril, a General Motors prometeu aumentar os investimentos com publicidade na mídia de propriedade de negros para 4% até 2022 e 8% até 2025 – acima dos 2% de 2021. O compromisso veio após uma campanha de pressão pública liderada por vários proprietários de mídia negra.

O McDonald’s prometeu mais que dobrar seu investimento nos Estados Unidos em diversas empresas de mídia, produtoras e criadores de conteúdo até 2024. Nos próximos quatro anos, a empresa promete aumentar os investimentos com publicidade nos Estados Unidos nas plataformas pertencentes a negros, hispânicos, asiáticos-americanos, mulheres e pessoas LGBTQ, de 4% a 10%. O anúncio da empresa no mês passado veio poucas horas antes do magnata da mídia Byron Allen dizer que estava processando a rede de fast-food em US $ 10 bilhões por discriminação racial.

A IPG Mediabrands anunciou que está se comprometendo a investir um mínimo de 5% em mídia de propriedade de negros em todos os seus clientes até 2023. A Dentsu e a Horizon também anunciaram esforços para transferir os dólares dos clientes para mídia de propriedade de minorias, mas não chegaram a fazer um compromisso percentual.

**Traduzido por Henrique Cesar

Publicidade

Compartilhe