UcconX e Procon-SP: BBL presta esclarecimentos

Buscar
Publicidade

Marketing

UcconX e Procon-SP: BBL presta esclarecimentos

Organização afirma que Programa de Proteção de Defesa do Consumidor questionou a antiga proprietária dos direitos de exploração da marca

Thaís Monteiro
28 de julho de 2022 - 18h37

Atualizada em 29 de junho às 13h35

O Procon (Programa de Proteção de Defesa do Consumidor) de São Paulo notificou a MW Promoções e Eventos – UcconX – pedindo para que a organização do evento informe até 5 de agosto quantos ingressos foram vendidos e por quais razões as participações dos atores Millie Bobby Brown e George Takei foram canceladas, além de explicações sobre quando a produção soube da impossibilidade da presença dos artistas.

Questionada na quinta-feira, 28, pela reportagem, a BBL informou que, até o momento, não recebeu qualquer notificação do Procon-SP. Segundo a empresa, que é proprietária dos direitos de propriedade intelectual relativos ao UcconX, a MW Promoções e Eventos – Ucconx, é a antiga empresa detentora dos direitos de exploração da marca.

No entanto, nesta sexta-feira, 29, a BBL afirma que recebeu a notificação e disponibilizou todas as informações necessárias ao Procon-SP. A empresa ainda diz que tratará os pedidos de reembolso caso a caso e, sobre os artistas, alega que o evento “está sujeito a fatores fora do seu controle e que o festival cumpriu com todas as suas obrigações visando garantir a presença de todos os artistas”.

(Crédito: Reprodução/UcconX)

O Procon questiona como os consumidores foram informados do cancelamento das presenças, qual a política adotada para as solicitações de reembolso, quais canais de atendimento foram disponibilizados para realização da solicitação e como estão sendo divulgados.

Quanto aos ingressos, ao Meio & Mensagem a BBL disse que não poderia divulgar a quantidade comercializada por se tratar de uma informação confidencial. Alguns ingressos foram distribuídos de forma gratuita em escolas públicas, ongs e instituições como a Polícia Militar do Estado de São Paulo, Corpo de Bombeiros e à Prefeitura de Guarulhos, como forma de gerar acessibilidade ao evento.

Quanto aos atores citados pelo Procon, na quarta-feira, 27, a UcconX anunciou que os artistas não participariam mais do festival. Millie estaria com Covid-19 e George teve seu marido contaminado pela doença e, portanto, estaria em isolamento. Em pouco tempo, a publicação do festival sobre o cancelamento das presenças foi excluída. Segundo a BBL, dona do evento desde fevereiro de 2017, isso ocorreu por solicitação do agente internacional dos artistas, que alegou questões contratuais referentes à vinculação de nome e/ou imagem de um artista a outro.

No entanto, mais tarde, a UcconX comunicou que houve um equívoco no comunicado anterior sobre o motivo real do não comparecimento da atriz e informou que os ingressos adquiridos para os painéis de Millie Bobby Brown foram transferidos automaticamente para os painéis do Dacre Montgomery e o de George Takei foram transferidos para o painel do artor Ian Somerhalder. A assessoria afirmou que público poderia pedir reembolso, caso preferisse.

Durante a semana, a organização do festival foi acusada de não pagar funcionários. Ao Meio & Mensagem eo De Biase, sócio da BBL, produtor e organizador do UcconX 2022, explica que a falta de pagamento alegada por algumas pessoas se refere à organização do passado, ou seja, de um período anterior à aquisição do evento pela BBL em fevereiro deste ano.

Publicidade

Compartilhe

Veja também