Após críticas, BBL se posiciona sobre UcconX

Buscar
Publicidade

Marketing

Após críticas, BBL se posiciona sobre UcconX

Nas redes sociais, público aponta problemas de organização, falta de estrutura e cancelamentos do evento

Thaís Monteiro
27 de julho de 2022 - 19h02

Nesta quarta-feira, 27, começou a primeira edição da UcconX no Brasil. Realizado pela BBL, o festival acontece no Pavilhão de Exposições e o Palácio de Convenções do Complexo do Anhembi, em São Paulo, espaço com uma área de 144 mil metros quadrados.

Assim que a UcconX começou, passaram a circular nas redes sociais críticas em relação ao evento. Algumas vinham de ex-colaboradores da organização, alegando falta de pagamento pelos serviços prestados. Algumas imagens postadas pelo público que esteve no evento neste primeiro dia mostraram o espaço com ativações e estruturas de lojas vazias. Houve, ainda, o cancelamento da vinda de duas celebridades previamente anunciadas: os atores Millie Bobby Brown e George Takei. Segundo a organização, a ausência de ambos seriam motivadas pela Covid-19.

Ao Meio & Mensagem, Leo De Biase, sócio da BBL, produtor e organizador do UcconX 2022, explica que a falta de pagamento alegada por algumas pessoas se refere à organização do passado, ou seja, de um período anterior à aquisição do evento pela BBL em fevereiro deste ano.

“As reclamações são referentes ao período de 2021, que antecede a aquisição do UcconX pela atual organizadora. A BBL se solidariza e lamenta essa situação”, afirma. Em maio deste ano, a BBL contou à reportagem que o evento já tinha começado a ser preparado antes da pandemia, mas acabou sendo postergado.

Em maio, a empresa afirmou que a UcconX seria dividida em seis grandes áreas: games, filmes e séries, urban, comics, cosplay e asian. A maior área do festival seria destinada ao universo de jogos eletrônicos, com uma arena de eSports em formato Battle Royale para 100 jogadores ao mesmo tempo, com capacidade para mais de duas mil pessoas, atrações interativas, incluindo uma área “Free to Play” com 460 máquinas de última geração e diversas competições nas plataformas: PC, PS5, Xbox, Nintendo Switch e mobile, além de exposições de lançamentos, lojas e stands de grandes desenvolvedores nacionais e internacionais.

Em relação aos espaços vazios exibidos em stories de frequentadores, o executivo argumentou que estrutura está 100% montada e que o público menor no primeiro dia é normal. “Vale destacar que o primeiro dia também é utilizado para eventuais ajustes”, ressalta.

Previamente, a organização havia confirmado à reportagem a presença de 100 quadrinistas em seu espaço para os artistas. Hoje, o executivo diz que são 30 os quadrinistas confirmados. Leo de Biase ainda afirma que não haverá alterações no evento nos próximos dias. “A programação continua a mesma divulgada anteriormente. A única mudança são as ausências de Millie Bobby Brown e George Takei, que não poderão comparecer por problemas de saúde”, coloca.

A publicação que anunciava o cancelamento da presença de Millie Bobby Brown e George Takei foi retirada do ar nas redes sociais do evento logo após o anúncio. Segundo o executivo, isso ocorreu por solicitação do agente internacional dos artistas, que alegou questões contratuais referentes à vinculação de nome e/ou imagem de um artista a outro.

Para compensar o público em relação a falta de Millie Bobby Brown e George Takei, a organização diz que está tentando negociar a vinda de outros artistas internacionais. O sócio da BBL confirma que os astros previamente anunciados, como Ian Somerhalder, Dacre Montgomery e Rupert Grint, estão confirmados, assim como os artistas nacionais, como Sandro Dias, Any Gabrielle, FalleN, Nobru, Cerol, Jottapê, Peter Clarke, Cassandra Ariel, entre outros. Por outro lado, a criadora de conteúdo Karol Queiroz disse que não iria ao evento devido a algumas controvérsias sobre a realização.

Ainda segundo a organização, o UcconX 2022 seguiu o cronograma previsto, abrindo os portões no primeiro dia de evento às 10h horas para imprensa e 12h para o público em geral. Para retirar as pulseiras e entrar no festival é necessário apresentar um documento com foto. “O UcconX conta com uma empresa especializada para fazer esse controle e a segurança do público presente”, coloca o executivo. Outro ponto levantado pelos internautas e frequentadores é a proibição de levar câmeras fotográficas. “O UcconX zela pela transparência e pelo direito de uso de imagem dos artistas envolvidos no festival. Por esse motivo, o uso de câmeras profissionais é limitado apenas à imprensa credenciada e aprovada para cobertura do evento”, afirma.

A BBL não divulga a quantidade de ingressos comercializados alegando que a informação é confidencial. Alguns ingressos foram distribuídos de forma gratuita em escolas públicas, ongs e instituições como a Polícia Militar do Estado de São Paulo, Corpo de Bombeiros e à Prefeitura de Guarulhos, como forma de gerar acessibilidade ao evento.

O UcconX conta com o patrocínio e apoio de marcas como LG, Claro, Chilli Beans, FalleN Store, Forma Turismo, FMU, entre outras. Segundo a organização, as marcas realizam ativações e experiências no festival.

Publicidade

Compartilhe

Veja também