Facebook cresce receita publicitária e usuários no 3º trimestre

Buscar

Mídia

Publicidade

Facebook cresce receita publicitária e usuários no 3º trimestre

Plataforma teve receita de US$ 17,4 bilhões, aumento de 28% na comparação com 2018, e mais 9% de pessoas usando diariamente


31 de outubro de 2019 - 8h30

Por Garett Sloane, do AdAge

Em seu relatório de terceiro trimestre, publicado nessa quarta-feira, 30, o Facebook relatou aumento da receita publicitária e dos usuários, mostrando resiliência diante da recente turbulência política em torno da empresa. A plataforma registrou US$ 17,4 bilhões, aumento de 28% na comparação com o mesmo período do ano passado, com mais 9% de usuários diários, ou 1,62 bilhão de pessoas. Os lucros superaram US$ 6 bilhões, crescimento de 19%.

O desempenho ocorreu apesar das inúmeras questões públicas envolvendo o Facebook: a Federal Trade Commission, agência de regulação comercial do governo americano, está investigando o poder de mercado da plataforma e a propriedade do Instagram e WhatsApp. A investigação faz parte de uma verificação mais ampla das práticas anticoncorrenciais das maiores empresas do Vale do Silício. Na semana passada, Zuckerberg compareceu ao Congresso, onde testemunhou sobre os planos do Facebook para um novo sistema de pagamentos digitais baseado em uma criptomoeda chamada Libra. O Facebook também está sob intenso escrutínio de grupos diversos preocupados com a disseminação de fake news na plataforma.

Apesar dos problemas, os anunciantes continuam investindo dinheiro na empresa de Zuckerberg, de acordo com Aaron Goldman, CMO da 4C Insights, uma plataforma de tecnologia de marketing que se conecta ao Facebook. “São negócios como sempre no Facebook”, diz Goldman. “Há muito barulho e distrações, mas o Facebook continua a entregar.”

Existem poucos lugares que podem oferecer o mesmo tamanho de público com o mesmo nível de segmentação, afirma Goldman, explicando por que os anunciantes não se afastaram. “Os anunciantes falam com sua consciência e votam com suas carteiras”, explica. O Facebook vem lidando com questões espinhosas sobre sua plataforma há anos e a maior parte dos anunciantes tem mantido suas estratégias envolvendo a empresa.

*Crédito da imagem em destaque: Stock Up

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Mark Zuckerberg

  • aaron goldman

  • facebook

  • Instagram

  • whatsapp

  • 4c insights

  • Publicidade

  • fake news

  • criptomoeda

  • libra