Prisioneiras, livro de Drauzio Varella, vira série da Prodigo

Buscar

Mídia

Publicidade

Prisioneiras, livro de Drauzio Varella, vira série da Prodigo

Produtora anuncia a obra audiovisual inspirada no livro do médico; desenvolvimento do projeto acontecerá em 2020

Bárbara Sacchitiello
16 de dezembro de 2019 - 18h13

Experiência do médico em penitenciária feminina, que deu origem ao livre, será a temática da série (Crédito: Reprodução/YouTube)

A Prodigo Films será a produtora responsável por transformar em série o livro “Prisioneiras”, escrito pelo médico Drauzio Varella. A empresa anunciou que o trabalho de desenvolvimento da obra audiovisual terá início em 2020. Lançado em 2017, o livro conta a experiência de onze anos do médico no atendimento voluntário de mulheres em uma penitenciária feminina de São Paulo.

A série será produzida por Beto Gauss e Francesco Civita, sócios da Prodigo. A produtora ainda está fase de negociação da plataforma em que a obra estreará (se será em alguma emissora de TV ou em plataforma de streaming).

A Prodigo Films é a parceira da Netflix na produção de Coisa Mais Linda, cuja segunda temporada está prevista para estrear na plataforma em meados de 2020. Também neste período deve estrear na Netflix a série Cidade Invisível, de Carlos Saldanha, também realizada pela produtora.

Prisioneiras será mais uma obra de Drauzio Varella adaptada para a linguagem audiovisual. O livro anterior do médico, Carcereiros, originou uma série no Globoplay, exibida posteriormente na TV Globo – feita em coprodução com a Gullane Filmes e com a Spray – e um longa-metragem, que estreou nas salas de cinema no final de novembro. Em 2013, o livro Estação Carandiru foi adaptado ao cinema no longa-metragem Carandiru, dirigido por Héctor Babenco. A temática da penitenciária foi estendida para a série “Carandiru – Outras Histórias”, em 2005.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Drauzio Varella

  • Globo

  • Prodigo Films

  • globoplay

  • Audiovisual

  • Conteúdo

  • Produção

  • Livros

  • Obras

  • serie

  • carandiru

  • carcereiros

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”