Grupo Papaki relança revista Elle no Brasil

Buscar

Mídia

Publicidade

Grupo Papaki relança revista Elle no Brasil

Título, que deixou de circular em abril de 2018, retorna com foco em produções digitais, podcasts e vídeos

Thaís Monteiro
9 de março de 2020 - 6h00

Descontinuada pela Editora Abril em agosto de 2018, em maio a revista Elle voltará a circular, agora publicada pelo Grupo Papaki, empresa de produção audiovisual. Ao contrário da versão anterior, o impresso será um produto premium, com quatro edições ao ano, enquanto a publicação mensal estará disponível digitalmente. O foco do grupo, no momento, é apostar em produtos digitais, como podcasts, vídeos e demais conteúdos audiovisuais.

 

Susana Barbosa e Paula Mageste estão no comando da volta da publicação (Crédito: Divulgação)

O licenciamento com a Lagardère, empresa proprietária da marca no mundo, está previsto para durar cinco anos. “Para os franceses da Lagardère, sair do Brasil nunca foi uma opção. Este sempre foi um mercado importante. O Brasil foi um dos primeiros países a licenciar a marca, há 30 anos, e a edição brasileira sempre foi uma das mais relevantes da rede mundial da Elle. Os franceses buscavam novos parceiros e apostaram na nossa visão para o futuro da marca”, conta Paula Mageste, publisher da revista.

Os pilares editoriais e os valores da marca não mudaram. O título permanece cobrindo o mercado de moda, beleza e lifestyle, que contempla cultura, viagem, gastronomia e decoração.: moda , beleza, lifestyle (cultura, viagem, gastronomia, decoração). O público alvo são mulheres, prioritariamente na faixa de 25 a 45 anos.

“O fim de Elle deixou um vazio que não foi preenchido por nenhuma outra marca. Nas redes sociais recebemos muitas mensagens saudosas de leitores que continuaram falando de Elle e relembrando grandes momentos da marca, mesmo ao longo deste um ano e meio em que ela estava fora do mercado. O perfil no Instagram praticamente manteve o número de seguidores, mesmo estando inativo por durante quase dois anos”, lembra Susana Barbosa, diretora editorial do título. Quando a publicação foi encerrada pela Abril, Susana ocupava o cargo de diretora de redação da revista.

O novo modelo da Elle no Brasil — centrada no digital, com ênfase na produção audiovisual e presença mais forte nas redes sociais — representa um pioneirismo da marca global, diz Paula. “Acreditamos que vídeo e podcasts são formatos imprescindíveis hoje para qualquer audiência e para qualquer veículo. Essa é uma das principais formas que as pessoas consomem conteúdo hoje”, coloca Susana. Para essa operação centrada no digital, a empresa fechou acordos empresas que provêm ferramentas para enriquecer as qualidades dos dados obtidos.

Fora dos formatos áudio e vídeo, a revista digital exclusiva para assinantes oferecerá conteúdo inédito e navegação interativa; o site contará com conteúdo aberto e a proposta do grupo é fazer da revista um objeto colecionável. A publicação será distribuída em livrarias e outros pontos estratégicos e poderá ser adquirida pelo site do título. Haverá venda avulsa para ambas as revistas. Serão dois modelos de assinatura: anual para a revista digital mensal e anual premium, que inclui as quatro edições impressas e as doze edições mensais digitais.

“Do ponto de vista do negócio, acreditamos que é mais sustentável apostar em edições impressas com uma periodicidade mais espaçada e um produto mais sofisticado e relevante, com um papel e formato diferentes do que há no mercado hoje. Estamos elevando o status do impresso, fazendo com que ele seja um objeto do desejo, com conteúdos mais perenes. Isso é uma tendência nas publicações impressas de luxo no mundo. Acreditamos que, com esse novo produto, teremos um print mais sedutor para o mercado como um todo e ainda mais em linha com as marcas de luxo”, avalia Paula.

A publicação contará com publicidade, projetos com marcas, marketing de afiliados, assinaturas, vendas avulsas e cursos como fontes de receita. Numa segunda etapa, Paula afirma que o grupo terá novos negócios e produtos em torno da marca.

Com Elle, o Grupo Papaki lança seu braço editorial, a Papaki Editora. Além da Papaki Editora, o Grupo Papaki quer explorar o mercado de e-commerce e mais produção nas áreas de cultura e entretenimento para TV e cinema.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Paula Mageste

  • Susana Barbosa

  • grupo papaki

  • Revista

  • Elle

  • Elle Brasil