Caso Pugliesi gera rompimentos e reações por parte das marcas

Buscar

Mídia

Publicidade

Caso Pugliesi gera rompimentos e reações por parte das marcas

Influenciadora reuniu amigos em casa em tempos de distanciamento social e marcas apoiadoras, como Liv Up, Hope e Desinchá, anunciaram a suspensão dos trabalhos; perfil da modelo foi excluído

Bárbara Sacchitiello
27 de abril de 2020 - 11h08

Gabriela Pugliesi posta vídeo pedindo desculpas por ter reunido amigos em sua casa; influenciadora conta com mais de 4,4 milhões de seguidores no Instagram (Crédito: Reprodução)

Atualizada às 17h56

Nesse domingo, 26, um dos assuntos que predominou nas redes sociais foi a reunião que a modelo e influenciadora digital Gabriela Pugliesi promoveu em sua residência na noite de sábado para domingo. Publicações nos stories feitas pela própria influenciadora (posteriormente apagadas do perfil) e por outras pessoas que estavam no ambiente mostravam algumas pessoas reunidas, em clima de celebração e comemoração. Não demorou para que o público começasse a reagir criticando a influenciadora por ir de encontro às recomendações das principais organizações de saúde, que pedem para que sejam evitadas aglomerações e reuniões de pessoas que possam colaborar com a disseminação da Covid-19.

Os desdobramentos da atitude de Gabriela Pugliesi não ficaram apenas nas críticas do público e tiveram impactos comerciais. Com mais de 4,4 milhões de seguidores no Instagram, a influenciadora é famosa por promover hábitos de vida saudáveis e estimular a prática de exercícios. Esse estilo tornou Gabriela uma personalidade requisitada para a realização de ações comerciais e de merchandising para marcas de variados gêneros. Nesse domingo, no entanto, alguns desses parceiros comerciais demonstraram publicamente que desaprovaram a atitude da influenciadora.

No fim da tarde desta segunda-feira, 27, o perfil de Gabriela Pugliesi no Instagram não aparecia mais ativo. Não há, ainda, a confirmação de que a influenciadora excluiu sua conta.

A empresa de alimentação Liv Up, que já realizou ações com Gabriela Pugliesi, usou o Twitter para criticar a atitude e informar que cancelou as ações futuras que faria com a modelo. “Não incentivamos atitudes que possam colocar a saúde de qualquer pessoa em risco, assim, estamos suspendendo todas as ações que tínhamos programadas com a influenciadora e adiantamos que esse é nosso posicionamento em qualquer outra situação similar”, postou a marca.

Sem citar diretamente Gabriela, a marca de lingeries Hope – que também é parceira da influenciadora – usou o Instagram para afirmar ao público que está comprometida com ações que visem preservar a saúde das pessoas, incentivando-as a ficarem em casa nesse período de distanciamento social e que estaria suspendendo as atividades comerciais com todos os parceiros que estariam agindo de modo contrário a essa iniciativa.

Outra parceira da influenciadora, a marca de chás Desinchá também usou seu perfil no Instagram para destacar que, desde 13 de março, vem usando seus perfis para alertar ao público sobre as medidas de prevenção em relação ao novo coronavírus e reforçando a mensagem para que as pessoas fiquem em casa. “Não apoiamos atitudes que estejam desalinhadas a esse posicionamento e estamos suspendendo as atividades com parceiros que tenham se posicionado de forma diferente”, disse a marca.

https://www.instagram.com/p/B_dlsXuAMbw/

A marca de chocolates Kopenhagen também se manifestou sobre o assunto por meio dos Stories, no Instagram. No post, a fabricante diz que não concorda, de forma alguma, com a atitude de Gabriela Pugliesi e esclarece que chegou a firmar um contrato para uma ação pontual com a influenciadora, que foi encerrado em março.

A Fazenda Futuro, marca de alimentos feitos à base de plantas, que também realizou ações com Gabriela, usou as redes sociais para lamentar que o comportamento e posicionamento de pessoas com quem a empresa teve relações comerciais no passado. A empresa, no entanto, afirma que não tinha nenhum contrato vigente com a influenciadora no momento, mas promete repensar as futuras parcerias com todas as pessoas envolvidas no episódio.


Em resposta a uma seguidora no Instagram, que questionou o posicionamento da marca em relação ao caso da influenciadora, a Rappi disse que apoia todas as medidas em relação à prevenção à Covid-19 e “não concorda com qualquer irresponsabilidade nesse sentido por isso escolhemos encerrar a parceria.”


Outra marca a se pronunciar a respeito do assunto foi a LBA Sunglasses Boutique, que comercializa modelos de óculos – e realiza trabalhos com diversas influenciadors. No Instagram, o perfil da empresa declarou que, infelizmente, não consegue controlar as atitudes de todas as suas parceiras e que por isso vetaria qualquer parceria futura com as influenciadoras envolvidas no caso.

https://www.instagram.com/p/B_dQHjpBUte/?hl=pt-br

 

Influenciadora pede desculpa
Ainda nesse domingo, 26, Gabriela Pugliesi usou o Instagram para comentar sobre a repercussão da reunião em sua casa. “Ontem juntei meia dúzia de amigos aqui em casa. A gente pediu comida e bebeu. Eu postei, falei besteiras. Estou extremamente arrependida, mal comigo mesma. Fui irresponsável, imatura e mais uma vez queria pedir desculpas”, disse. No fim da tarde desta segunda-feira, 27, no entanto, o perfil de Gabriela no Instagram já havia sido excluído.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • gabriela pugliesi

  • Hope

  • kopenhagen

  • liv up

  • fazendo futuro

  • desincha

  • digital

  • Redes Sociais

  • Influenciadores

  • Polêmica

  • Instagram

  • covid-19

  • novo coronavírus

  • distanciamento social