Grupo RBS reestrutura Comitê Executivo com novas frentes

Buscar

Mídia

Publicidade

Grupo RBS reestrutura Comitê Executivo com novas frentes

Companhia de mídia prevê investir R$ 70 milhões em sua transformação digital até 2024; com as mudanças, a VP Andiara Petterle deixa o grupo


30 de julho de 2021 - 12h34

Claudio Toigo, CEO do Grupo RBS: ideia é antecipar a empresas às próximas tendências do setor de mídia (Crédito: Agência Preview/Divulgação)

O Grupo RBS , do Rio Grande do Sul, comunicou aos seus funcionários e ao mercado uma reestruturação de seu Comitê Executivo, que visa preparar o grupo de mídia para a atuação em um cenário multiplataforma.

A partir de setembro, o Comitê Executivo do Grupo passa a atuar dividido em seis diferentes áreas, sendo três delas novas: Estratégia e Transformação; Jornalismo e Esportes e Entretenimento e Canais.

A primeira delas, Estratégia e Transformação, será liderada por Marcelo Leite, atual diretor-executivo de marketing do grupo. Caberá a esse pilar o desenvolvimento e planejamento de todas as estratégias do processo de transformação de negócio, agregando as disciplinas de digital, tecnologia, dados, consumer insights, comunicação e gestão de pessoas.

Já o trabalho de conteúdo dos veículos do grupo será centralizado na frente de Jornalismo e Esportes, que será liderada pela atual diretora de jornalismo da RBS, Marta Gleich. Uma das propostas da companha para esse pilar sobretudo na área de esporte, é explorar outras estratégias de produção e distribuição de conteúdo, com foco na geração de novas receitas.

Já a área de Entretenimento e Canais terá a missão de buscar e acelerar as oportunidades de negócios através da sinergia das áreas, além de aprimorar o desenvolvimento estratégico das plataformas de TV e de rádio. Essa frente será liderada por Marco Gomes, atual gerente executivo de programação, entretenimento e projetos e terá, também, a consultoria de Carlos Fini, diretor de tecnologia da RBS TV.

As demais frentes que compõem o Comitê Executivo da RBS são as de Mercado, liderada por Patrícia Fraga; Finanças e Jurídico, sob a responsabilidade de Mariana Silveira, e Comunicação, que será liderada por Caroline Torma.

Como consequência dessas mudanças, Andiara Petterle, que ocupa o posto de vice-presidente de produto e operações, deixará o grupo no fim de agosto. A profissional passará a se dedicar a carreira de conselheira de administração de empresas, com a proposta de levar às companhias a discussão sobre temas como transformação digital, diversidade e ESG. Andiara ocupou a vice-presidência de produto e operações pelos últimos sete anos. Antes de ingressar na RBS, foi fundadora do projeto Bolsa de Mulher, que, posteriormente, foi vendido para a Batanga Media. Ela foi uma das profissionais homenageadas pelo Women to Watch em 2017.

 

Andiara Petterle deixa o grupo para se dedicar à atuação nos conselhos administrativos de empresas (Crédito: divulgação/Jefferson Botega)

Outro profissional da RBS a deixar a casa após as mudanças é Cezar Freitas, diretor de jornalismo da RBS TV.
“Estamos concluindo um ciclo bem-sucedido em uma indústria que tem enfrentado muitos desafios, que se agravaram durante a pandemia. Superamos metas e compartilhamos os resultados disso com nossos colaboradores. Enviamos nossas equipes para cobrir localmente os Jogos Olímpicos de Tóquio. E, agora, estamos saindo na frente para realizar com agilidade algumas das principais tendências do setor para os próximos anos: digitalização, diálogo e valorização do jornalismo profissional e independente”, declarou o presidente da RBS, Claudio Toigo Filho, em comunicado.

Investimentos e digitalização
Junto ao anúncio da nova estrutura do Comitê Executivo, a RBS também divulgou um plano de investimentos para os próximos anos. A companhia planeja direcionar R$ 70 milhões, até 2024, à aceleração de seu processo de transformação digital, que compreende a modernização dos parques tecnológicos de rádio e televisão, além de desenvolvimento de produtos e em digital.

No primeiro semestre deste ano, o grupo revela ter superado em 22% a meta de resultados do período, o que, em sua visão, representa um cenário estratégico para a realização dessas mudança e para a continuidade do processo de investimentos em prol da transformação digital.

A empresa comunicou, também, que prepara um novo posicionamento institucional de marca para destacar sua conexão com o público gaúcho e a importância da manutenção do diálogo e da abordagem de temas que contribuam para a valorização do Estado.

Publicidade

Compartilhe